Províncias

Partos seguros nos hospitais de Malanje

Adriano Sapalo e Eduardo Cunha | Malanje

As unidades sanitárias dos municípios de Malanje, Cacuso, Caculama e Calandula vão dispôr, em breve, de salas de parto, no âmbito de um projecto financiado pelo Banco  Mundial e desenvolvido pelo Ministério da Saúde.

Projecto está a ser implementado com o propósito de melhorar a saúde materno-infantil e facilitar a realização de partos
Fotografia: Eduardo Pedro

A informação foi avançada ontem pela coordenadora nacional adjunta do projecto de extensão dos serviços municipais de saúde, Catarina Aragão.
O projecto está a ser implementado em Malanje, Uíge, Lunda Norte, Bengo e Luanda, com o objectivo de melhorar a saúde materno-infantil, bem como facilitar a realização de partos seguros em unidades sanitárias.
Em Malanje, a extensão dos serviços municipais de saúde começou a ser implementada em 2012 e conheceu avanços significativos, sobretudo na comuna do Cota, município de Calandula.
Catarina Aragão destacou a importância das parcerias do Governo, através das delegações provinciais de Saúde, com as Nações Unidas e algumas organizações locais. O projecto contempla ainda, para a província de Malanje, a construção de duas residências para profissionais de saúde.

Conquistas da mulher

As conquistas das mulheres na luta pela emancipação foram exaltadas pelo vice-governador provincial de Malanje para o Sector Político e Social, Manuel Campo.Falando na cerimónia alusiva ao Dia Internacional da Mulher, Manuel Campo disse que o Governo continua a criar mecanismos que visam acelerar a participação das mulheres nas tarefas de desenvolvimento do país. O 8 de Março, frisou o vice-governador de Malanje, representa um marco histórico para todas as mulheres que lutam pela liberdade. “Associamo-nos aos esforços da mulher  que luta pela igualdade de direitos e  de uma participação cada vez maior na vida política e  social”, disse o vice-governador provincial.

Tempo

Multimédia