Províncias

Plano do saneamento básico foi apresentado em Malange

Venâncio Victor | Malange

O plano director para a edificação das infra-estruturas de abastecimento de água potável e saneamento básico da cidade de Malange foi apresentado pelas autoridades locais. O projecto, cujo lançamento do concurso público acontece ainda este ano, vai ser executado em duas fases até ao ano 2025 e exprime os resultados de estudos efectuados pela empresa de Consultoria de Engenharia e Ambiente.

O plano director para a edificação das infra-estruturas de abastecimento de água potável e saneamento básico da cidade de Malange foi apresentado pelas autoridades locais. O projecto, cujo lançamento do concurso público acontece ainda este ano, vai ser executado em duas fases até ao ano 2025 e exprime os resultados de estudos efectuados pela empresa de Consultoria de Engenharia e Ambiente.
Orçadas em 120 milhões de dólares, as obras vão ser executadas em duas fases, a primeira destinada ao sistema de abastecimento de água e a segunda para o saneamento básico. As verbas constam do Programa de Investimentos Públicos (PIB), referentes ao presente exercício económico.
O projecto contempla a construção de um novo sistema de captação, projectada no rio Cuige, cuja capacidade de bombagem é de 1.000 litros por segundo. Ainda no âmbito do plano director das infra-estruturas de água e saneamento básico vai ser reforçado o sistema de captação e tratamento de águas da Guiné, cuja actual capacidade de bombagem é de 4.000 metros cúbicos.
De acordo com informações prestadas pelo chefe de Departamento de Abastecimento de Água e Saneamento Básico da Direcção Nacional da Energia e Águas, António Quaresma, consta ainda do projecto a construção de uma conduta, numa extensão de 12 quilómetros que vão ligar ao actual centro de distribuição.
Na da cidade capital da província de Malange vão ser construídas condutas e redes de distribuição e vão ser instalados sistemas de telecomunicações e arruamentos para facilitar as obras das infra-estruturas. O plano director das infra-estruturas de abastecimento de águas de Malange contempla, igualmente, a construção de dois reservatórios de água nas zonas da Catepa e da Carreira de Tiro. A vice-governadora, Alice Van-Dúnem, disse que o projecto surge como resposta dos esforços do Executivo.

Tempo

Multimédia