Províncias

População melhora a qualidade de vida

Venâncio Victor | Malange

Os projectos de impacto social em curso no município de Malanje, no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, estão a contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos habitantes.

De acordo com o administrador municipal, Osvaldo dos Santos, que fez esta afirmação na abertura da segunda sessão do Conselho Municipal de Auscultação e Concertação Social (CACS), o município regista um desenvolvimento significativo, em  comparação aos anos anteriores, não obstante existirem ainda áreas da região que têm de ser melhoradas.
O administrador Osvaldo dos Santos acrescentou que o progresso que o município regista também se ­reflecte na capacidade financeira e no poder de compra das populações.  Apesar de ainda não se terem atingido os níveis desejados em relação à oferta de serviços sociais básicos, sobretudo nos sectores da Educação e Saúde, já há sinais visíveis de desenvolvimento sustentável da população.
O administrador destacou o apoio que tem recebido dos diversos órgãos de consulta do município na concretização das acções que são levadas a cabo pela Administração Municipal.
Reiterou o compromisso da instituição em continuar a trabalhar para retirar, nos próximos anos, a população da situação de pobreza e garantir-lhes as condições básicas de autosustento. Os participantes na segunda reunião do CACS abordaram temas relacionados com a importância do Censo Geral da População e Habitação,  plano de acção do município para 2014 e fizeram o balanço das actividades desenvolvidas em 2013, cedência e venda ilegal de terrenos.
Durante os trabalhos, estiveram igualmente em análise o Projecto de Infra-estruturas Integradas da cidade de Malange, assim como a abertura de furos e construção de sistemas de abastecimento de água potável. Neste momento, já foram feitos dez furos e está a ser projectada a abertura de igual número de furos nas localidades a serem identificadas pelas comunidades. O administrador destacou a abertura de furos e a construção, este ano, de sistemas de água em diversas localidades e bairros periféricos da cidade, como é o caso de Cangambo, Camoma, Camisalela e Quibinda.

Tempo

Multimédia