Províncias

Preparada próxima campanha agrícola

Venâncio Víctor | Malanje

O estado de preparação da campanha agrícola 2015-2016 foi avaliado, no sábado, em Malanje, por directores nacionais e provinciais e chefes de departamento do Instituto de Desenvolvimento Agrário das províncias de Malanje, Moxico, Lundas Norte e Sul, Cuanza Norte, Cabinda, Uíge e Luanda.

Disponibilizados milhões de kwanzas para o crédito aos camponeses da província
Fotografia: Francisco Bernardo

A reunião operativa foi orientada pelo ministro da Agricultura, Afonso Pedro Canga, que informou  que um encontro idêntico foi realizado no Huambo com os responsáveis do sector das províncias do Centro e Sul do país.
O governador da província de  Malanje, Norberto dos Santos “ Kwata Kanawa”, exprimiu satisfação pelo facto de a província ter sido escolhida para acolher a reunião, tendo destacado as potencialidades agrícola da região.
A aprovação, pelo Executivo, de um memorando sobre a campanha agrícola 2015-2016, que contempla um conjunto de acções e medidas para acelerar a actividade do sector agrícola foi destacada pelo director do Gabinete de Estudos e Estatística do Ministério da Agricultura, Joaquim Duarte. “Apesar dos poucos recursos é possível fazer uma preparação condigna da campanha, para o aumento da capacidade de oferta de produtos alimentares produzidos localmente.” Joaquim Duarte acrescentou que o memorando do Executivo sobre a campanha agrícola foi elaborado com base nas especificidades de cada província, cujas prioridade recai para o aumento da produção sustentável de carnes, cereais, café, plantas leguminosas, tubérculos, algodão, frutas, bem como reforço da capacidade de assistência veterinária.
Consta do memorando do Executivo a dinamização dos recursos florestais não lenhosos, para a produção do mel e outras acções que visam melhorar, profissionalizar e modernizar a actividade agrícola, bem assim como mobilização de apoios de parceiros externos, informou Joaquim Duarte.

Crédito agrícola

O director do Gabinete de Estudos e Estatística do Ministério da Agricultura  disse que a campanha agrícola 2015-2016, além de congregar maioritariamente produtores familiares, vai contar igualmente com a participação de empresas.  Joaquim Duarte anunciou a implementação, em breve, de projectos agrícolas de produção em grande escala, a ser promovidos pelo Governo, com o apoio da investigação agronómica.
Na segunda fase do crédito bancário são introduzidas modificações na taxa de juros, em que os beneficiários passam a pagar agora dois por cento, contra os cinco anteriores, anunciou o director do Gabinete de Estudos e Estatística do Ministério da Agricultura.
Dados revelados na reunião de Malanje revelam que mais de cinco mil milhões de kwanzas vão ser cedidos pelo Tesouro Nacional para financiar o crédito agrícola. A primeira fase do crédito agrícola foi lançada pelo Executivo na campanha agrícola 2010-2011.

Tempo

Multimédia