Províncias

Preparados milhares de hectares de terras

Venâncio Vítor | Malanje

A campanha agrícola 2015-2016, na província de Malanje, aberta sábado, na aldeia de Camana Issanga, município de Cahombo, prevê cultivar 90 mil hectares de terras e vai envolver 80 mil famílias camponesas.

Fomento da actividade agrícola na província de Malanje conta com incentivos das autoridades governamentais e de bancos comerciais
Fotografia: Eduardo Cunha

Durante a campanha, cujo lançamento foi feito pelo governador provincial Norberto dos Santos, vão ser cultivados quatro mil hectares com apoio da mecanização agrícola.
No âmbito do Programa de Extensão Rural e de Fomento Agrícola, o sector vai distribuir cerca de dez mil toneladas de milho, 20 mil toneladas de feijão e 88 mil toneladas de fertilizantes diversos, além de 50 charruas de tracção animal, entre outros meios de produção, informou o director provincial da Agricultura.
João Manuel garantiu que a direcção da Agricultura vai continuar a desenvolver o Programa de Reconversão Varietal da Mandioca, com a finalidade de combater a praga da virose que afecta, sobretudo a região do Songo e a zona Nordeste da província, com a distribuição de estacas melhoradas da semente da mandioca.
A entrada em funcionamento do crédito de campanha a partir da próxima época agrícola, que vai contemplar os camponeses dos municípios de Malanje, Cacuso, Calandula, Quiwaba Nzoje e Cahombo foi sublinhada pelo director provincial de Agricultura.
A expansão do Programa de Agricultura Familiar Orientado para o Mercado, com a participação de parceiros sociais, como a UNACA e ADRA, que trabalham na mobilização e organização das associações na execução de projectos, consta das acções da presente campanha agrícola. O responsável salientou que o Programa de Agricultura Familiar Orientado para o Mercado conta com o apoio dos bancos BCI, BAI, Microfinanças e BPC, na operacionalização do crédito agrícola de campanha, bem como do BIR na concepção de crédito e seguro agrícola, informou João Manuel, que destacou a participação das empresas de prestação de serviço, como a MECANAGRO, BELL Máquinas, Abrimeca, entre outras, para responder à procura de serviços de mecanização de terras.
O director provincial da Agricultura apelou para a necessidade de produção em quantidade e qualidade, tendo referido que, a par da mandioca, há a necessidade de se apostar nas culturas de ciclo vegetativo, como o feijão, que mais facilmente permitem o reembolso do crédito a ser concedido, cujo montante não precisou.

Potencialidades da região

O Governo Provincial de Malanje está apostado nas potencialidades da região, dai realizar entre os dais 21 e 23 deste mês a Conferência Internacional de Promoção de Investimentos para a Província.
O governador provincial Norberto dos Santos reiterou a aposta do Executivo no sector agrícola de formas a evitar a dependência do petróleo. “É necessário o aumento da produção agrícola nacional, reduzindo a importação e aumentar a exportação de produtos.” Em Cahombo, o governador provincial lançou o projecto de piscicultura, que visa a multiplicação do peixe em reservatórios.
O administrador municipal de Cahombo, Francisco José, disse que o município tem condições no domínio da aquicultura, horticulturas, fruticulturas.
Durante a campanha agrícola anterior estiveram envolvidos mais de 60 mil camponeses famílias camponesas e preparadas 77 hectares de terras, com uma colheita de mais de um milhão de toneladas de produtos, como feijão, mandioca e batata doce.
Cahombo faz parte da Baixa de Cassanje, de que fazem parte os municípios do Quela, Kunda dia Base e Marimba, e tem uma população estimada em 22 mil pessoas.

Tempo

Multimédia