Províncias

Primeiros bebés do ano recebem enxovais

Filipe Eduardo | Malange

Os primeiros cinco bebés que nasceram no dia 1 de Janeiro deste ano, no hospital materno-infantil de Malange, receberam enxovais diversos dos responsáveis do Governo Provincial.

Falta de diálogo no meio na família é mencionado como principal causa das agressões físicas
Fotografia: Genivaldo da Fonseca | Malange

O vice-governador para o Sector Político e Social, Manuel Campos, que se deslocou à unidade sanitária, destacou a importância que o Estado presta à criança e disse que as autoridades estão atentas aos problemas da sociedade, em particular dos menores. “Prometemos continuar a trabalhar para que todos os cidadãos tenham uma boa saúde e daí a razão de se trabalhar mais e melhor, de modo a oferecer melhores serviços básicos à população”, precisou.
Maria Alberto, mãe de uma das cinco crianças contempladas, e logo a seguir ao parto regozijou-se pelo facto de ser a primeira mulher a dar à luz no hospital materno-infantil em 2014. A responsável da sala de partos, Francisca Prazeres, considerou a visita como gesto que demonstra a importância que o Governo Provincial dedica às crianças em particular e à família em geral.
O hospital materno-infantil de Malange, afecto ao hospital geral, regista uma média de 20 partos por dia, um número considerado normal pela obstetra. “Houve um aumento do número de partos, devido às condições de trabalho que melhoraram consideralvelmente e também pela tomada de consciência das parturientes que procuram cada vez mais os serviços desta unidade de referência”, afirmou a responsável.
Francisca Prazeres apelou às mulheres a deslocarem-se à maternidade tão logo tenham conhecimento do seu estado de gestação para receberem conselhos úteis de especialistas e terem um parto saudável. Lamentou o reduzido número de parteiras na maternidade de Malange, apenas duas por cada turno.

Tempo

Multimédia