Províncias

Professores discutem absentismo

Professores e estudantes do I ciclo do ensino secundário da escola 304, do município de Caculama, província de Malange, analisaram no sábado questões relacionadas com o insucesso escolar que se tem registado na referida instituição.

O insucesso escolar no sistema de ensino e aprendizagem foi abordado durante o encontro
Fotografia: Paulo Mulaza

Professores e estudantes do I ciclo do ensino secundário da escola 304, do município de Caculama, província de Malange, analisaram no sábado questões relacionadas com o insucesso escolar que se tem registado na referida instituição, durante a primeira jornada académica.
A iniciativa, que decorreu sob o lema “O insucesso escolar no sistema de ensino e aprendizagem”, teve a duração de dois dias e abordou temas relacionados com a interacção entre professores e alunos, erros e confusões no processo de ensino, comportamento estudantil e o funcionamento do sistema nervoso.
O encontro pretendeu esclarecer e despertar nos estudantes a reflexão sobre o motivo do fracasso escolar, resultado das constantes faltas às aulas e consequente fraca assimilação das matérias e maus rendimentos académicos.
A jornada recomendou aos professores que transformem o insucesso em sucesso escolar devendo, para tal, aplicar métodos adequados para a transmissão de conhecimentos e ter comportamentos adaptados, para garantir a qualidade de ensino e aprendizagem. A interacção entre professores e alunos, o cumprimento das normas disciplinares, o respeito mútuo e a construção de uma escola própria para o II ciclo de ensino no município, estão entre as recomendações aprovadas.
O administrador municipal de Caculama, Miguel Serrote Gio, disse, a propósito do encontro, que se trata de uma jornada relevante porque o processo de ensino naquela circunscrição caminha a bom ritmo, daí que o sucesso escolar por parte dos alunos não deva fugir à regra.
Face à necessidade de melhorar a qualidade de ensino, o Executivo angolano tem vindo a criar obras e acções sociais de formação académica e profissional dos jovens, o que tem também beneficiado o município de Caculama, explicou.
O município vai lançar este ano no mercado de emprego 58 finalistas dos cursos médios de Ciências Humanas, Biológicas e Físicas.
Participaram no encontro professores, alunos, directores de escolas, pais, encarregados de educação, entidades religiosas e convidados.

Tempo

Multimédia