Províncias

Profissionais da Rádio dotados de novas técnicas

Francisco Curihingana | Malange

Jornalistas e técnicos da Rádio Malange estão mais capacitados para desempenhar as suas obrigações profissionais, depois de terem participado numa formação sobre as “Novas tendências da produção radiofónica”.

Jornalistas e técnicos da Rádio Malange estão mais capacitados para desempenhar as suas obrigações profissionais, depois de terem participado numa formação sobre as “Novas tendências da produção radiofónica”.
Durante três dias, os profissionais da comunicação social aprenderam como se executa o trabalho de escrita em Rádio e de um programa informativo, entrevistas, reportagens e sonorização.
A linguagem em Rádio, edição, audiência como condicionamento da mensagem, custos de produção, o real e o impossível, o guião radiofónico, elementos de continuidade, tipos de guião, material de arquivo e documentação constaram igualmente das abordagens.
A administradora para os Recursos Humanos da Rádio Nacional de Angola (RNA), Olinda França, disse que a formação visa potenciar os técnicos e jornalistas para responderem aos actuais desafios.“Só é possível à RNA prestar um serviço público de qualidade se os profissionais desempenharem o seu papel com competência e profissionalismo”, argumentou, sublinhado ser este o elemento mais importante de qualquer organização empresarial.
A vice-governadora de Malange para o Sector Político, Alice Van-Dúnem, referiu a necessidade de refrescamentos constantes no seio da classe jornalística para que possam corresponder, ao máximo, às actuais exigências.
“Este exercício dever ser contínuo e gostariamos de ver repetido não só para os profissionais da Rádio, mas também para a generalidade dos órgãos de Informação”, disse a governante, aconselhando os profissionais de comunicação social a actualizarem sempre que for possível.
 Alice Van-Dúnem é de opinião que esse tipo de acções concorre para que os técnicos estejam, a cada dia que passa, mais capacitados e com maior domínio dos instrumentos de última geração.

Tempo

Multimédia