Províncias

Progresso comunitário analisado em Malange

Luísa Vitoriano | Malanje

Técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agrário (ADRA),  representantes das instituições religiosos, associações de camponeses e das ONG's em Malange participam até sábado num curso do XIV módulo de formaçao em desenvolvimento comunitário.

Técnicos aprimoram conhecimentos para darem resposta aos desafios da organização
Fotografia: Eduardo Cunha | Malanje

Na formação, iniciada na segunda-feira e promovida pela  Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente, são leccionadas matérias relacionadas com os projectos finaciados pela instituiçao, análise do contexto, balanço e recomendações do último módulo, desafios da sustentabilidades nos domínios de sustentabilidade da intervençao, instituicional, programa de lobby e advogacia social. Na abertura dos trabalhos, o director-geral da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente disseque a formação  se destina a analisar a intervençao da ADRA, os processos internos e desafios externos na perspectiva da sustentabilidade da organizaçao. Belarmino Gelembe salientou que a formaçao permite analisar  os projectos financiados pela Acção de Desenvolvimento Agrário A em vários municípios de Malanje, bem como as metodologias, os conteúdos e as parcerias para melhorar a  articulaçao daquela organizaçao e garantir o desenvolvimento rural.
Os técnicos, disse, devem estar preparados para reponder aos desafios da organizaçao junto dos parceiros comunitários e melhorar a qualidade de trabalho da ONG. Iniciativas do género vão ser realizadas noutras provincias onde a ADRA tem representações.

Tempo

Multimédia