Províncias

Quela acelera a reconstrução de infra-estruturas

Venâncio Victor | Malqnge

A circulação rodoviária entre a cidade de Malange e a sede municipal do Quela faz-se agora em condições normais, com segurança e conforto. As vias foram reparadas e o trânsito é cada vez mais fluido.

A população do Quela está satisfeita com os progressos que o município está a registar nos últimos dez anos em vários domínios
Fotografia: Genivaldo da Fonseca|Malange

A circulação rodoviária entre a cidade de Malange e a sede municipal do Quela faz-se agora em condições normais, com segurança e conforto. As vias foram reparadas e o trânsito é cada vez mais fluido.
A livre circulação de pessoas e bens está a propiciar o desenvolvimento socioeconómico da região, uma realidade que pode ser constatada a olho nu por todos aqueles que viajam naquelas paragens.
A via de acesso para este município de Malange apresenta-se agora em melhores condições, fruto da terraplenagem, o que diminuiu o tempo de viagem em uma hora, quando antes se fazia em três.
As obras de reabilitação da via, desde o desvio da aldeia de Bundo, no município de Marimba, num percurso de 210 quilómetros, estão orçadas em 111.000 dólares, como apurou o Jornal de Angola.
A população do Quela está satisfeita com os progressos que o município está a registar nos últimos dez anos. A localidade ganhou escolas, postos de saúde, água potável e sistema de iluminação pública através de placas solares.
Localizado cerca de 115 quilómetros a nordeste da capital da província, o município tem 32.000 habitantes e uma superfície de 5.830 quilómetros quadrados. A sua população tem como principal fonte de sobrevivência a agricultura.
Além da sede municipal, o Quela conta com as comunas de Xandel, Missão dos Bangalas e Moma e as aldeias de Teka-dia-Kinda, ­Muanha Quissoi, Cambamba, Quicassa Quia­mulundo e a Regedoria do Zage. O quimbundo, cokwe, songo e bangala são os idiomas mais falados na região.A pesca e a caça são as actividades predominantes entre os habitantes daquela parcela das terras da Palanca Negra, que tem fortes tradições no sector agro-pecuário e mineiro.

Educação e Saúde em dificuldades

O sector da Educação carece de mais escolas e salas. O município do Quela conta com 88 salas e 270 professores. Para o presente ano lectivo, estão matriculados 4.700 alunos, da iniciação à 9ª classe, e 270 outros ficaram fora do sistema normal de ensino.
No sector da Saúde, as coisas não diferem muito da área acima referida. O município do Quela conta com 32 enfermeiros, número considerado insuficiente face às necessidades da população.
O Quela tem uma rede sanitária composta por um hospital municipal e seis postos de saúde, referiu o chefe da repartição municipal da Saúde, João Ganga.
O responsável destacou a construção de mais unidades sanitárias na região. O sector carece de pelo menos mais 20 técnicos.

Escoamento de produtos

A agricultura, disse o chefe de repartição municipal da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA), Caluvi José, durante a época agrícola 2011/2012, registou no município um aumento da produção.  Apesar da estiagem, acrescentou, foram cultivados, no ano passado, 13.681 hectares, que resultaram na colheita de 200 toneladas de produtos diversos.
O chefe de repartição municipal da EDA revelou que 50 famílias camponesas do Quela, organizadas em cooperativas, beneficiam, cada uma, de 5.000 dólares, no âmbito do Crédito Agrícola de Campanha.
O processo de inscrição ao crédito de campanha decorre de forma tímida, porque os agricultores ­consideram curto o prazo de reembolso do empréstimo. O referido empréstimo é disponibilizado pelo Banco de Comércio e Indústria (BCI), assegurou Caluvi José, para quem a reabilitação das vias de acesso está a contribuir para o escoamento dos produtos do campo.

Acções em curso

As várias obras de impacto social que estão a ser erguidas na região, com destaque para a construção de uma escola do ensino médio, com oito salas, um palácio, o comando da Polícia Nacional e a administração municipal, mudam a imagem da região. A construção de uma nova maternidade junta-se a estas obras sociais do município. Destaca-se ainda a construção de residências para os técnicos da administração municipal.
O município do Quela integra a vasta região da Baixa de Cassange, de que fazem também parte os municípios de Kunda-dia-Base, Cahombo e Marimba, todos eles com fortes potencialidades agrícolas.

Tempo

Multimédia