Províncias

Quinje tem escola nova

Venâncio Victor | Malange

Uma escola primária e do I ciclo do ensino secundário, com seis salas, foi inaugurada na sexta-feira, na comuna do Quinje, em Calandula, pelo administrador municipal, Manuel Campos.

Milhares de alunos foram inseridos no sistema de ensino e aprendizagem
Fotografia: Eduardo Cunha |

Uma escola primária e do I ciclo do ensino secundário, com seis salas, foi inaugurada na sexta-feira, na comuna do Quinje, em Calandula, pelo administrador municipal, Manuel Campos.
Baptizada 17 de Setembro, foi construída no âmbito do Programa de Combate à Pobreza e totalmente equipada e apetrechada, o que vai permitir a inserção de 540 alunos no sistema normal de ensino, este ano lectivo.
O administrador Manuel Campos afirmou que a construção do empreendimento resulta dos esforços das autoridades em prol da melhoria da qualidade de vida das populações e pediu aos alunos e encarregados de educação para a preservarem.  Para breve, está também a inauguração de um posto de saúde na localidade, com capacidade para dez camas e com salas de enfermaria, de partos, consultório, farmácia e secretaria administrativa.
  A comuna do Quinje, que fica a 58 quilómetros da sede municipal de Calandula, em Malange, é uma região com fortes potencialidades de cultivo do café. Tem uma população estimada em cerca 9.600 habitantes, que têm a agricultura como principal fonte de sobrevivência.
O sector da Educação na comuna do Quinje, de acordo com o seu responsável, António Nhanga, possui apenas 30 professores, número irrisório face às necessidades. Para inverter o quadro, acrescentou, são precisos mais 15 novos docentes. Este ano estão matriculados mais de mil alunos da iniciação a 7ª classe.

Tempo

Multimédia