Províncias

Raiva mata em Malanje

Venâncio Victor | Malanje

Pelo menos cinco pessoas morreram entre os meses de Janeiro e Junho, em Malanje, em consequência de mordeduras por cães raivosos, revelou sexta-feira o chefe de departamento provincial dos Serviços Veterinários.

Luís Morão Capitia referiu que quatro mortes aconteceram na cidade de Malange e outra na comuna do Lombe, município de Cacuso.
O responsável revelou que, no período em análise, registaram-se 2.400 casos de mordeduras por cães vadios. As vítimas foram encaminhadas aos serviços do Programa Alargado de Vacinação, para vacinação e tratamento.
Luís Morão Capitia disse ainda que, face à tendência de propagação da doença, foram adoptadas novas medidas pela Administração Municipal de Malange e serviços veterinários, com destaque para a recolha de cães vadios.
/>Dados do primeiro semestre

No primeiro semestre deste ano, os serviços veterinários da província de Malange recolheram na rua 87 cães, dos quais 13 foram reclamados pelos proprietários e 74 sacrificados. No mesmo período, mais de 400 animais foram vacinados contra a raiva.
O administrador municipal de Malange, Osvaldo Naval dos Santos, explicou que os cidadãos têm 24 horas para reclamar o seu animal de estimação, em caso de captura. Passado este período, os animais são sacrificados.
“Vamos continuar com o processo de recolha de cães vadios de modo a evitar incidentes, como temos verificado”, disse.

Tempo

Multimédia