Províncias

Realçada a importância da formação

Francisco Curihingana | Malanje

O chefe de departamento provincial da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social realçou em Malanje a preocupação do Executivo na formação profissional dos jovens, na perspectiva de se obter uma força de trabalho qualificada adequada às exigências do mercado e para dar resposta aos desafios da reconstrução nacional.    

Num encontro com os responsáveis das empresas públicas, Paulo Zumba instou as instituições a trabalhar sobretudona formação dos jovens. O Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional (INEFOP) em Malanje matriculou, no presente ano formativo, 638 candidatos nas diversas especialidades. O representante do INEFOP em Malanje, Rui Bravo, disse à imprensa que o encontro serviu para dar a conhecer aos parceiros sociais as especialidades ministradas na formação, para permitir que os empregadores tenham uma noção geral da forma como decorre o processo.
"A nossa maior preocupação é fundamentalmente o homem, porque acaba por ser exposto no mercado de trabalho, daí o rigor na acção formativa e nos processos de avaliação utilizados para permitir que os formandos tenham conhecimentos suficientes", disse. Os canalizadores e os electricistas sãos os que mais facilmente encontram abertura no mercado e muitas vezes são solicitados pelas empresas.
O INEFOP já formou até ao momento mais de quatro mil profissionais ao longo dos seus oito anos de existência. Os cursos mais concorridos são electricidade, canalização, alvenaria, corte e costura e decoração.
O INEFOP em Malanje trabalha com várias instituições, como os Antigos Combatentes, Assistência e Reinserção Social.
Além do Centro Profissional da Maxinde, existem os Pavilhões de Artes e Ofícios em Calandula e Cangandala.

Tempo

Multimédia