Províncias

Reforçado stock do Hospital Materno Infantil

Venâncio Victor | Malanje e Carlos Bastos | Sumbe

O stock de sangue no Hospital Provincial Materno-Infantil de Malanje foi reforçado, desde ontem, após um grupo de 50 jovens mobilizados pela Brigada Jovens Solidários (BJS) local ter  doado o produto à instituição.

Jovens aderem à campanha de doação de sangue no quadro do projecto “Salvando vidas”
Fotografia: Santos Pedro

A doação está enquadrada no projecto “Salvando Vidas”, que consiste na realização de campanhas de sensibilização às comunidades, igrejas, instituições de ensino e órgãos de defesa e segurança, de formas a dar resposta a grande procura de sangue que se faz ao nível do país.
O projecto “Salvando Vidas” inclui, além de campanhas de sensibilização e distribuição de panfletos e de ingresso massivo de dadores à brigada, alguns ciclos de palestras, seminários, cinema e festivais de teatro.
Nesta campanha, a Brigada Jovens Solidários teve a participação de membros do Governo, efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA), técnicos do aeroporto local, funcionários de empresas privadas e de outros sectores da sociedade.
A secretária executiva da Brigada Jovens Solidários em Malanje, Telma Pita Grós, disse que o gesto dá resposta às dificuldades que as unidades hospitalares da província enfrentam com a falta de sangue, no sentido de se evitarem mortes por esse motivo.
Telma Pita Grós salientou que a brigada é uma parceira social do governo e vai continuar a ajudar com acções filantrópicas, prestando apoio às pessoas mais necessitadas. O administrador do Hospital Provincial Materno-Infantil, Teodoro Calandula, louvou a iniciativa, afirmando que a doação vai minimizar a carência de sangue com que se debate a instituição e ajudar a salvar  vidas, quando o assunto for transfusãosanguínea.
A unidade sanitária recebe por dia entre 35 e 40 pacientes com necessidades de transfusão sanguínea.
Associações afectas ao Comité dos Direitos Humanos da província do Cuanza Sul doaram, no domingo, na cidade do Sumbe, vários litros de sangue à Hemoterapia da Pediatria do Hospital Provincial.
Mais de 100 dadores voluntários de várias associações de jovens, de entre elas as igrejas  CICA e  AEA, Plataforma Ecuménica, Juventude da Igreja Católica e da JMPLA levaram o seu apoio àquela unidade hospitalar, com o objectivo de minimizar a escassez de sangue, dado o elevado número de necessitados.
O responsável da Hemoterapia da Pediatria Provincial do Cuanza Sul, Jonas Raimundo, louvou o gesto dos jovens,  numa altura em que o hospital realiza várias transfusões por dia.

Pediatria do Sumbe


Jonas Raimundo afirmou que o sangue colhido é sujeito a uma triagem rigorosa para garantir que os beneficiários recebem componentes sanguíneos seguros.
Jonas Raimundo garantiu que o processo, que começa com a colheita, triagem e transfusão de sangue é feito de forma segura, pelo que apelou aos potenciais dadores a abraçarem esta causa, que tem salvo muitas vidas.
Estar saudável, idade superior a 18 anos, peso acima de 50 quilos e não estar a fazer medicação são, disse Jonas Raimundo, os requisitos necessários para se doar sangue.
O coordenador dos Direitos Humanos, Nelson Custódio, apelou à sociedade a aderir à campanha de doação de sangue, para atender á necessidade das crianças internadas .

Tempo

Multimédia