Províncias

RNA instala centro emissor para cobrir toda a província

Francisco Curihingana | Malange

O presidente do Conselho de Administração da Rádio Nacional de Angola (RNA), Pedro Cabral, que se encontra desde sábado na cidade de Malange, anunciou que a direcção da estação radiofónica está a estudar com as autoridades locais a viabilidade da instalação de um centro emissor de maior capacidade, que permita uma cobertura total da região.

O presidente do Conselho de Administração da Rádio Nacional de Angola (RNA), Pedro Cabral, que se encontra desde sábado na cidade de Malange, anunciou que a direcção da estação radiofónica está a estudar com as autoridades locais a viabilidade da instalação de um centro emissor de maior capacidade, que permita uma cobertura total da região.
De acordo com Pedro Cabral, que falava no fim de uma reunião com o governador Boaventura Cardoso, as emissões da Rádio Malange, afecta ao Grupo RNA, têm neste momento uma cobertura na ordem dos 70 por cento, o que, na sua óptica, não satisfaz ainda o direito constitucional de todos os cidadãos de serem informados.
“Estamos a fazer deslocações às províncias para pedir apoios, com vista a aumentarmos o nosso grau de cobertura a nível do território”, disse Pedro Cabral, que augura dias melhores para a estação estatal.
O presidente do Conselho de Administração da RNA revelou que, nos próximos três meses, depois da construção do centro emissor, a província de Malange vai contar com os emissores de onda média.
O governador provincial, Boaventura Cardoso, garantiu durante o encontro com o PCA da RNA total disponibilidade do elenco que dirige em apoiar a construção do centro emissor, quer o de frequência modulada, quer o de onda média.
No cumprimento da visita a Malange, o presidente do Conselho de Administração  da RNA, Pedro Cabral manteve encontro com trabalhadores da Rádio Nacional na província, onde os profissionais aproveitaram a ocasião para levantar preocupações ligadas ao funcionamento da estação local.

Tempo

Multimédia