Províncias

Sector da Saúde em Malanje reforçado com técnicos

Luísa Victoriano | e Venâncio Víctor | Malanje

Um total de 361 novos quadros de Saúde, especializados em medicina geral, análises clínicas, farmácia e parteiras, concluíram a formação média na Escola de Formação Técnica de Saúde (EFTS) em Malanje e aguardam por uma vaga nas unidades hospitalares.

Governador Norberto dos Santos testemunhou a entrega de certificados aos novos técnicos que vão reforçar o sector da Saúde na região
Fotografia: DR

Na cerimónia de entrega de certificados de habilitações, que marcou o encerramento do ano lectivo na instituição, o governador provincial, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, destacou a importância da formação dos jovens, e disse esperar pela contribuição dos formando na melhoria dos serviços de saúde da região, no âmbito do Programa de Humanização dos Serviços de Saúde.    
Kwata Kanawa disse que os novos quadros vão reforçar a área da Saúde, que muito precisa, referindo que o sector exige recursos humanos cada vez mais habilitados tecnicamente e com um elevado espírito de humanismo e de solidariedade para com o próximo, para melhor prestação de serviço às populações.
O governador provincial de Malanje sublinhou que o Executivo tem desenvolvido “enormes esforços” para a melhoria do Sistema Nacional de Saúde, como a formação de recursos humanos qualificados e construção de infra-estruturas.
Para melhor abraçar a profissão, o governador provincial de Malanje pediu aos finalistas maior responsabilidade e ética deontológica, dedicação e sentido de patriotismo, realçando que para salvar vidas é importante que apliquem na prática os conhecimentos adquiridos durante a formação.
O director Provincial da Saúde, Avantino Sebastião, disse que o sector sai mais reforçado com os novos  quadros especializados em várias áreas e acredita que está-se em condições de dar resposta aos problemas do ramo, consubstanciados na cobertura da rede sanitária da região.
Avantino Sebastião considerou uma mais-valia para o sector a formação dos jovens, porque, referiu, vão contribuir para o reforço da assistência médica à população e da redução dos índices da mortalidade no seio das comunidades.
O director da Escola Técnica de Saúde da província de Malanje, Afonso Caculama, disse que a formação de quadros na área da Saúde constitui um factor de desenvolvimento social e sanitário, baseando-se num programa que está a ser desenvolvido pelo Ministério de Saúde. Afonso Caculama recomendou aos finalistas a aplicarem na prática os conhecimentos adquiridos durante a acção formativa.

Mais água potável

Os moradores do bairro Cangambo, nos arredores da cidade de Malanje, passaram, desde sexta-feira, a consumir água potável, distribuída através da rede.   
O governador provincial, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, testemunhou o acto de inauguração do empreendimento social, após  ter visitado os projectos em curso na cidade de Malanje e arredores, sobretudo nos sectores da Energia e Água, e disse que com as acções pretende-se contribuir para o bem-estar das populações. Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” admitiu que a água e energia são os principais serviços sociais básicos para às populações, referindo que, com base nisso, acções do género devem ser levados em conta para o bem estar das famílias.
Os moradores de Cangambo exprimiram a sua satisfação por verem resolvido um dos principais problemas básico. Disseram que no passados caminhavam longas distâncias em busca do produto, muitas das vezes sem o mínimo de condições para o consumo humano.
No bairro Cangambo estão a ser construídos vários empreendimentos sociais, como escolas e estabelecimento comercial. Laurentino Inglês, morador e sócio de uma hospedaria, diz que com a disponibilidade da água fica mais fácil desenvolver a sua actividade. Laurentino Inglês explica que antes utilizava água de uma cisterna, o que tornava difícil desenvolver a actividade que exerce, considerando, por isso, ser um ganho para as unidades hoteleiras e da comunidade do bairro Cangambo, que é maioritariamente camponesa.
Por outro lado, moradores do bairro Ngola Kiluanje, nos arredores da cidade de Malanje, vão, a partir de Janeiro próximo, contar com energia eléctrica, com a instalação de dois postos de transformações de 1.000 KV.
Neste momento decorrem as ligações domiciliares, devendo beneficiar cerca de 500 casas. Adão Capita, responsável da comissão de moradores, satisfeito pelo projecto que vai devolver a alegria da população, informou que o bairro está sem energia há oito anos, situação que esteve na origem do fraco desenvolvimento desta localidade.

Quadra festiva

O director provincial da Energia e Águas, Jacinto Caculo, garantiu que o abastecimento de água durante a quadra festiva está assegurado, acrescentando que a rede está perfeita e estão criados piquetes para dar resposta a possíveis perturbações.
Em relação à energia eléctrica referiu que as medidas estão igualmente acauteladas, no âmbito de um programa de melhoria do fornecimento, que está a ser levado a cabo. Explicou que foram definidas equipas especiais de piquete para situações imprevisíveis ao nível das empresas de produção, transporte e distribuição, particularmente neste último, que considerou como o mais sensível. 
O sector da Energia conta  com o reforço de fontes de produção, como é o caso da Central Térmica de Malanje, que produz 19 megawatts.

Tempo

Multimédia