Províncias

Sobas manifestam satisfação pelas obras em curso

Venâncio Victor| Malange

As autoridades tradicionais de Malanje manifestaram a sua satisfação pelo progresso que a região tem vindo a conhecer, passados dez anos desde que o país e a província, particularmente, alcançaram a paz efectiva.

Autoridades tradicionais de Malanje revelam satisfação pelos avanços da província
Fotografia: Eduardo Cunha

As autoridades tradicionais de Malanje manifestaram a sua satisfação pelo progresso que a região tem vindo a conhecer, passados dez anos desde que o país e a província, particularmente, alcançaram a paz efectiva.
A nossa equipa de reportagem ouviu algumas autoridades tradicionais nas terras da rara Palanca Negra Gigante que, na ocasião, reconheceram as acções do executivo liderado por Boaventura Cardoso em prol da melhoria das condições de vida das populações.
Adriano Nicolau, soba da comuna de Camitungo, município de Luquembo, a cerca de 280 quilómetros da sede provincial, destacou os esforços do executivo malanjino na reabilitação de estradas, na construção de escolas, hospitais e outras estruturas.  A execução destes projectos, sublinha, propicia o desenvolvimento socioeconómico de Malanje e do município do Luquembo, em particular.
 
Faltam pontes em Luquembo
 
Aquela autoridade tradicional disse que não obstante isso, muita coisa, ainda, está por se fazer. O soba Adriano Nicolau argumentou que no Luquembo ainda há pontes por reconstruir. A falta de uma ponte sobre o rio Luando, recordou, faz com que as comunas de Capunda, Quimbango e Cunga Palanca estejam, ainda, isoladas do resto da província.
A guerra que devastou o país durante 30 anos, frisou, “levou tudo por terra abaixo”. O interlocutor do Jornal de Angola disse que com o advento da paz, “o município do Luquembo começa, agora, a reerguer-se dos escombros”.Adriano Nicolau mostrou-se entretanto convicto de que melhores dias estão a caminho, a julgar pelos esforços do Executivo na melhoria da qualidade de vida dos angolanos, particularmente dos habitantes da localidade da região Songo.
Apontou as várias obras de impacto social construídas na região, com realce para as escolas, postos médicos, sistema de iluminação pública através de 120 painéis solares, como sinais da nova dinâmica de trabalho que está a levar transformações a Luquembo.
Por sua vez, o soba Armindo Romão, do bairro Terra Nova, na cidade de Malanje, alinha no mesmo diapasão que Adriano Nicolau, ao enaltecer os feitos do Governo central e do provincial na reconstrução do país.
Para a autoridade tradicional daquele bairro da sede provincial, Malanje, hoje, segue  o trilho do desenvolvimento, facto que, na sua óptica, deve ser aplaudido por todos os habitantes desta região da zona Nordeste do país.

Tempo

Multimédia