Províncias

Sociedade Civil traça novas estratégias

Venâncio Victor | Malanje

Os participantes no oitavo módulo de formação em Desenvolvimento Comunitário da ONG Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente recomendaram ontem em Malanje  a interacção com outras organizações da sociedade civil, como os sindicados dos taxistas, a ordem dos advogados e a associação dos jornalistas.

No final da acção formativa, orientada pelo director-geral da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiental (ADRA), Belarmino Jelembi, recomendou-se também maior investimento nas comunidades, visando a introdução de novos valores e práticas organizativas.
Os participantes preconizaram que o conceito de ambiente deve ser visto numa visão de desenvolvimento e não apenas na dimensão biofísica, pois engloba aspectos sociais, ecológicos, culturais e económicos, que devem ser considerados. "Os quadros da ADRA devem continuar a trabalhar na sua auto-superação e na melhoria da atitude profissional."
A ADRA a nível nacional tem o desafio de melhorar os níveis de sistematização de experiências de trabalho, particularmente as experiências de caixas comunitárias de créditos, alfabetização e da delimitação geográfica. Os participantes apreciaram e discutiram as propostas de planos de acção operativas das antenas Huambo e Malanje para 2018, e constataram que, de modo geral, as metas estão em conformidade com a competência humana e financeira das duas estruturas.

Tempo

Multimédia