Províncias

Sociedade civil reconhece melhorias na qualidade de vida das populações

Francisco Curihingana |Malange

A vida das populações registou melhorias substanciais na província de Malange, através do acesso aos serviços essenciais básicos, reconheceram os participantes no Encontro Provincial de Balanço dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, que decorreu no Instituto Médio Agrário de Malange, na localidade do Quéssua.

A reabilitação e a construção de novas escolas bem como a admissão de mais professores estão a permitir a inserção de centenas de alunos no sistema normal de ensino
Fotografia: Genivaldo Fonseca

A vida das populações registou melhorias substanciais na província de Malange, através do acesso aos serviços essenciais básicos, reconheceram os participantes no Encontro Provincial de Balanço dos Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, que decorreu no Instituto Médio Agrário de Malange, na localidade do Quéssua.
Os participantes no encontro recomendaram a necessidade do aumento do orçamento do programa, para corresponder às necessidades locais. O estado degradado das estradas secundárias e terciárias tem constituído factor de isolamento das populações que se encontram nos locais mais recônditos da província, o que tem dificultado o escoamento da sua produção o que provoca mais pobreza.
Os participantes no encontro de balanço recomendaram a constituição de brigadas de mecanização nos municípios, para intervenção pontual nas vias de acesso ao interior.
Recomendaram igualmente mais investimento das Administrações Municipais, na formação dos seus quadros e técnicos. 
Dado o reduzido número de técnicos agrícolas colocados nas Estações de Desenvolvimento Agrário dos municípios, consideraram necessário contratar mais, para que a sua acção produza resultados satisfatórios nos níveis de produtividade das famílias. A necessidade da definição de estratégias que reduzam a tendência do êxodo rural, particularmente das camadas jovens, e estimular o seu regresso às áreas de origem, constituíram motivo de reflexão dos participantes.
Estiveram no encontro administradores municipais, adjuntos e comunais, autoridades tradicionais, com destaque para Ngola Kiluanji kia Samba, entidades eclesiásticas, magistrados judiciais e do Ministério Público.

Tempo

Multimédia