Províncias

Subestação eléctrica concluída em breve

Venâncio Victor | Malanje

Mais de dez mil habitantes da sede municipal de Calandula e arredores vão beneficiar, a partir do mês de Novembro, de energia da rede geral de distribuição, com a conclusão das obras de uma subestação eléctrica, com capacidade de 110 KVA.

Decorrem trabalhos de expansão da rede de energia eléctrica
Fotografia: António Soares| Edições Novembro

A subestação, cujas obras começaram em Abril, vai contar com uma linha de transmissão de energia de alta tensão, numa extensão de 43 quilómetros, a partir do município de Cacuso. 

Segundo o encarregado de obras, engenheiro Rilsom Pereira, numa primeira fase o projecto vai beneficiar entre 700 a 1.500 habitantes, que actualmente dependem de fontes alternativas.
Rilsom Pereira, que falava à imprensa, no final da visita do governador Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, acrescentou que estão a ser envidados esforços para que a obra seja entregue dentro dos prazos acordados.
O administrador municipal de Calandula, Samuel Dembue, disse que a electrificação do município vai catapultar o seu desenvolvimento socioeconómico, com particular realce para os sectores do comércio, turismo, indústria, hotelaria e turismo, bem como a prestação de serviços.
A Administração Municipal, acrescentou, tenciona melhorar o fornecimento de energia em algumas comunas, bem como ao longo da linha de transporte.
O administrador Pedro Dembue apontou os sectores da agricultura e do turismo como as principais fontes de arrecadação de receitas para a região, que conta com mais de 90 mil habitantes.
Pedro Dembue disse ser urgente fazer chegar a energia às quedas de Calandula e à pousada, com vista a contribuir para o desenvolvimento do sector do turismo, uma vez que o município recebe muitos visitantes nacionais e estrangeiros.

Tempo

Multimédia