Províncias

Urbanismo e desenvolvimento debatidos na cidade de Malanje

Luisa Victoriano |Malanje

Duas mil habitações vão ser construídas, durante este ano, em todos os municípios da província de Malanje, assegurou segunda-feira o governador Boaventura da Silva Cardoso.

Duas mil habitações vão ser construídas, durante este ano, em todos os municípios da província de Malanje, assegurou segunda-feira o governador Boaventura da Silva Cardoso.
O governante disse que já estão identificados cerca de 600 hectares de reservas fundiárias nos municípios da província destinados à construção de habitação dirigida, com o objectivo de dar outro nível de vida aos cidadãos.
Para o município sede (Malanje) estão identificadas reservas fundiárias nos bairros da Carreira de Tiro, (300 hectares de terra), Catepa (2.600 hectares) e a zona de Cangambo (212 hectares). Para efectivação deste projecto, Boaventura Cardoso anunciou que já estão desminados mais de 150 hectares de terras na reserva fundiária localizada no bairro da Carreira de Tiro.
O governo da província de Malanje prevê atingir, no município sede, uma média de 19 mil lotes de terras durante o presente ano e 79 lotes em toda a extensão da província, até 2012.
Para o êxito do programa de urbanismo e habitação, a província dispõe dos recursos necessários: uma unidade técnica de coordenação, criada pelo Programa Nacional de Urbanismo e Habitação, técnicos especializados, equipamentos, meios rolantes para a desminagem, instalações próprias e orçamentos para a efectivação dos trabalhos.

Conferência sobre urbanismo e habitações
 
Para abordar este e outras preocupações ligadas ao sector, membros do Governo, directores provinciais e sociedade civil participam, segunda-feira, em Malanje, numa conferência sobre urbanismo e desenvolvimento que visa traçar estratégias para implementação do programa nacional sobre urbanismo e habitação, de acordo com as orientações do Ministério do Urbanismo e Construção.
A conferência foi orientada pelo presidente do Conselho de Urbanistas da Comunidade Europeia, engenheiro João Teixeira, e promovida pelo governo provincial de Malanje, em parceria com empresas do sector privado.
Durante a conferência, os participantes analisaram temas como a estratégia global de implementação do programa nacional de urbanismo e habitação, estratégia local de implementação do referido programa, programações das operações, recuperação, reabilitação do património e infra-estruturas de cidades.
O governador provincial de Malanje disse que no âmbito do Programa Nacional de Urbanismo e Habitação, a responsabilidade é da elaboração do plano director e urbanismo em todas as sedes municipais.
O governante acrescentou ainda que a ausência de infra-estruturas básicas tem causado problemas à população, levando à ocupação de prédios inacabados e a construções anárquicas nos bairros periféricos da cidade de Malanje, como alternativa.
Para inverter o quadro, o governador provincial de Malanje, Boaventura Cardoso, disse ser necessária a elaboração e implementação de um novo plano urbanístico e a requalificação de determinadas zonas urbanas.

Tempo

Multimédia