Províncias

Maternidade de Caculama regista adesão

Sónia Maria | Caculama

O número de partos diários na maternidade do Hospital Municipal Caculama, província de Malange, subiu para nove, até Julho deste ano, como resultado do trabalho de sensibilização das mulheres grávidas ou em idade fértil sobre as consequências do aborto e os cuidados a observar no período de gestação.

A responsável da maternidade, Cristina Edna, disse que, até ao momento, registaram-se 112 partos, dos quais 100 normais e 12 nados mortos.
“Fruto do trabalho de sensibilização que tem vindo a ser realizado pelos técnicos, o número de abortos tem vindo a diminuir e a procura dos serviços da maternidade para partos, consultas de puericultura, obstetrícia e ginecologia aumentou significativamente”, sublinhou.
A maternidade do município de Caculama possui cem camas e funciona com uma médica, duas especialistas e oito parteiras básicas, de acordo com Cristina Edna, que defendeu o melhoramento dos equipamentos e o reforço de mais técnicos para fazer face à procura.
Acrescentou, ainda, que a adesão à maternidade municipal está, também, ligada à mudança de comportamento dos técnicos, um atendimento personalizado às gestantes, assim como a distribuição gratuita de medicamentos.

Tempo

Multimédia