Províncias

Medicamentos diversos entregues aos hospitais

Casimiro José | Gabela

Um lote de 26 toneladas de medicamentos diversos e víveres foi entregue, na quarta-feira, aos hospitais regional da Gabela e municipal da Boa Entrada (Ex-CADA), no município do Amboim, província do Cuanza Sul, para atenuar as carências que se registam nas referidas unidades.

As unidades sanitárias estão mais recheadas
Fotografia: Kindala Manuel| Edições Novembro

O donativo foi entregue pelo empresário e político Bento Kangamba, que disse na ocasião ser necessário mobilizar a sociedade, em particular os mais abastados, no sentido de ajudar as pessoas carenciadas e as instituições humanitárias.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       
“As populações aguardam dos políticos e governantes soluções dos seus problemas e não apenas daqueles que procuram os cidadãos para fins eleitoralistas.
A nossa missão tem sido identificar as principais dificuldades que afectam as comunidades. Por isso, achamos nós que cumprimos com a nossa parte”, frisou.
Bento Kangamba disse ter registado com tristeza as dificuldades que encontrou, em Novembro último, quando visitou as unidades sanitárias, tendo, por isso, adquirido medicamentos e material gastável.
O político apelou aos demais empresários e organizações da sociedade civil a juntarem-se a esta causa humanitária, com vista a minimizar os problemas que afectam as pessoas mais carenciadas, sobretudo as que padecem de enfermidades. O administrador municipal do Amboim, Francisco Manuel Mateus, agradeceu o gesto solidário em nome dos habitantes, assinalando a sua importância numa altura em que a sociedade se ressente da crise económica e financeira.
“Estamos felizes de saber que temos fármacos nos hospitais, que muito faziam falta para acudir a várias patologias.Estamos perante uma atitude patriótica de um empresário e político, que sempre se mostrou solidário com as questões sociais que afectam as populações”, reconheceu.
A directora do hospital regional da Gabela, Marta Ngueve, assinalou que os medicamentos recebidos vão reforçar as enfermarias, mas também os centros de saúde da periferia.

Tempo

Multimédia