Províncias

Médico aconselha às jovens a evitarem aborto voluntário

O director clínico do Hospital Provincial do Uíge, Maquengo Luzolo, aconselhou ontem, à juventude a não realizar abortos voluntários, uma vez que têm causado complicações posteriores às futuras mães.

O director clínico do Hospital Provincial do Uíge, Maquengo Luzolo, aconselhou ontem, à juventude a não realizar abortos voluntários, uma vez que têm causado complicações posteriores às futuras mães.
Em declarações à Angop, o responsável disse que o aborto voluntário muitas vezes tem contribuído para a esterilidade no seio das mulheres com idade reprodutiva, afirmando que o aborto realizado voluntariamente sem aconselhamento médico é perigoso, pode ultrapassar a região genital e infectar a cavidade abdominal.
Maquengo Luzolo informou que, durante o fim-de-semana, a secção da maternidade registou nove abortos.

Tempo

Multimédia