Províncias

Mercado de trabalho absorve mais quadros

Lourenço Bule| Menongue

Um total de 539 novos licenciados da Universidade do Cuito Cuanavale, adstrito à oitava região académica, concluíram a sua formação superior nos  cursos de Biologia, Matemática e Enfermagem Geral.

Pedido aos licenciados dedicação no exercício das funções
Fotografia: Lourenço Bule | Menongue

Na cerimónia de entrega de diplomas e certificados,  na sexta-feira, o reitor da Universidade do Cuito Cuanavale, Miranda Lopes, disse que no Cuando Cubango apenas funciona a Escola Superior Pedagógica, Politécnica e o Instituto Superior de Ciências da Saúde.
 Miranda Lopes informou que no presente ano académico estão matriculados 1.755 estudantes nas quatro unidades orgânicas da Universidade do Cuito Cuanavale, nos períodos regular e pós-laboral, dos quais 40 por cento do sexo feminino.
"A Universidade do Cuíto Cuanavale tem como objectivo  promover o investimento do capital humano e  espera muito dos recém-licenciados”, disse o reitor.
O académico apelou aos licenciados a afirmarem-se como verdadeiros profissionais, prosseguindo o aperfeiçoamento permanente das suas competências. 
 O vice-governador provincial do Cuando Cubango para o Sector Político e Social, Pedro Camelo, reconheceu os esforços empreendido pela Universidade do Cuíto Cuanavale na formação de quadros locais, o que, segundo ele, tem sido possível graças ao empenho do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.
Pedro Camelo disse que na sociedade angolana  o conhecimento transformou-se no principal factor de produção de riquezas, visto que o trabalho académico e científico se reveste  de grande importância.
“A produção académica e científica continua a ser um dos únicos instrumentos de que dispões as universidades para prestar contas à sociedade, mostrando os resultados e a relevância das suas acções”, disse Pedro Camelo que pediu aos novos licenciados maior rigor, empenho e dedicação nas suas actividades diárias.

Tempo

Multimédia