Províncias

Mercado de trabalho com mais mestres de artes e ofícios

Mais de novecentos jovens foram formados e colocados à disposição do mercado de trabalho, nos últimos cinco anos, nos centros de formação profissional da província do Uíge.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

A informação foi prestada pelo director dos serviços provincias do INEFOP, Joaquim Pecamena, num encontro que manteve com os administradores dos centros e pavilhões de formação profissional dos 16 municípios do Uíge.
Joaquim Pecamena indicou que os jovens foram formados em electricidade, informática, mecânica, canalização, serralharia, alvenaria, gestão básica, gastronomia, decoração, economia doméstica, habilitando-se ao mercado de trabalho. O INEFOP instalou oficinas móveis em todos os 16 municípios, o que permitiu o acolhimento de todos quantos quiseram formar-se.

Tempo

Multimédia