Províncias

Milhares de animais são vacinados

Weza Pascoal | Menongue

Pelo menos, 39.0905 cabeças de gado bovino foram vacinadas contra o surto epidémico de febre aftosa, de 2015 até à presente data, informou ontem, na cidade de Menongue, no Cuando Cubango, o chefe interino do departamento dos Serviços de Veterinária.

Objectivo é evitar o surgimento de casos de febre aftosa que assolou o Cuando Cubango
Fotografia: Nicolau Vasco

Benedito Tximalha Isaac disse que, em Maio deste ano, foram descobertos 13 novos casos da doença, na comuna do Bondo Caíla, no município do Cuangar, onde foram imunizados, na primeira e segunda fases, 3.789 animais.
Durante o ano passado, 36.116 animais foram imunizados no município do Cuangar, na localidade de Olupale, por ser uma área de transumância de gado que sai da República da Namíbia que, há tempos, registou um surto de febre aftosa.
O chefe interino do departamento dos Serviços de Veterinária salientou que, apesar de estar controlado o surto que assolava o município do Cuangar, na localidade de Olupale, ainda assim, referiu, foi vetada a circulação de animais desta área para a comuna do Bondo Caíla, de modo a evitar-se o contágio da doença, tendo em conta que foram descobertos, recentemente, novos casos da epidemia.
Em algumas localidades, como a  do Olupale que também foi fustigado pelo surto, o responsável dos Serviços de Veterinária assegurou ter sido feito um levantamento e, ao mesmo tempo, o controlo da endemia, daí que aconselha as pessoas a consumirem a carne e os seus derivados sem qualquer problema.
“Concluímos a terceira fase de vacinação e de controlo na localidade de Olupale. Concluímos que não havia mais evidências sobre o surto. Enviámos o relatório à Direcção Nacional dos Serviços de Veterinária que, por sua vez, vetou a  movimentação de animais na província do Cuando Cubango”, disse.
Desde o início do ano passado, o surto de febre aftosa na província do Cuando Cubango registou 16 casos, sendo 13 na comuna do Bondo Caíla e três na localidade do Olupale. Para combater a propagação da epidemia, na região, estão preparadas, para a próxima campanha de vacinação, 72 mil doses.
O chefe interino do departamento dos Serviços de Veterinária, Benedito Tximalha Isaac, informou que na província existem 400 mil cabeças de gado, mas sublinhou que  nem todos os criadores de animais participam nas campanhas de vacinação, situação que tem preocupado aquela instituição a nível da região. Na província do Cuando Cubango existem apenas quatro mangas de vacinação e alguns  tanques banheiros, dos quais dois no município de Menongue, um no Cuchi e igual número no Cuangar, o que tem dificultado as campanhas de vacinação.
Apesar dos constrangimentos, Benedito Isaac precisou que a situação de febre aftosa que surgiu na região, desde o ano passado, mereceu da Direcção Provincial dos Serviços  de Veterinária uma atenção especial, permitindo que os técnicos se empenhassem nas campanhas em que estiveram envolvidos.
Durante a campanha de vacinação, realizada em Janeiro último, foram criados pontos de vacinação fixos, que permitiram vacinar cerca de 500 animais de estimação. Neste período, foram registados 450 casos de mordeduras de animais vadios, sem registo de vítimas mortais.

Tempo

Multimédia