Províncias

Milhares de crianças sem acesso à escola

João Luhaco | Lubango

Mais de 12 mil crianças estão fora do sistema de ensino, no presente ano lectivo, a nível do município do Chipindo, província da Huíla, revelou ao Jornal de Angola, o director local da Educação, Moisés Cambinda.

Transferência de professores afecta inserção de alunos
Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro | Huíla

O responsável informou estarem matriculados 43 mil alunos nos dois subsistemas de ensino, aponta como uma das causas deste elevado número de crianças que estão fora do sistema , o aumento vertiginoso  das transferências  de professores do município para a capital da província, Lubango. 
Moisés Cambinda informou que até o ano passado, o sector controlava 750 professores, mas depois teve algumas dificuldades ao longo do ano lectivo, porque um total de 15 foram transferidos para a cidade capital da província. Por arrasto, um universo de mais de mil alunos ficou fora do sistema de ensino.
O director da Educação do Chipindo informou que o município conta com 52 escolas, das quais 11 foram construídas de raiz, pelo Governo.
O responsável lembrou, igualmente, que para minimizar a carência de salas de aulas, a Direcção Municipal da Educação sensibiliza as comunidades a participarem na construção de escolas, com material local. Para esse efeito, a Administração do  Município ajuda no fornecimento de chapas para cobertura das casas.

Tempo

Multimédia