Províncias

Milhares de crianças no Zaire aprendem a ler e a escrever

Pelo menos, 112.556 novos alunos foram matriculados na província do Zaire no presente ano lectivo, que começou, na segunda-feira, em todo o país, mais 6.459 do que em 2009. 

Pelo menos, 112.556 novos alunos foram matriculados na província do Zaire no presente ano lectivo, que começou, na segunda-feira, em todo o país, mais 6.459 do que em 2009.
O foi revelado, no município do Kuimba, pelo director provincial da Educação, Domingos António Nkita Margarida, quando presidia ao acto da abertura oficial do novo ano lectivo.
 Domingos Margarida sublinhou que foram construídas 58 novas salas de aulas para o presente ano lectivo, distribuídos 500 manuais escolares e adquiridas 9.500 carteiras.
 Em 2009, disse, foram lançadas as bases para o sucesso escolar que se espera para este ano, com a promoção de várias acções de formação de mais de 300 docentes seminários de professores sem agregação pedagógica.
 Domingos Margarida enalteceu os esforços do governo provincial que tornaram possível a absorção, desde 2004, de, em média, cinco mil novos alunos por ano lectivo, fruto do aumento da rede escolar e do ingresso de novos professores.
 Apesar destes avanços, sublinhou, a região tem, ainda, falta, ainda, de 1.315 professores, do ensino primário e do primeiro e segundo ciclos do ensino secundário.
 No último concurso público, referiu, foram admitidos 1.127 professores, sendo 649 do ensino primário, 235 do primeiro ciclo do ensino secundário e 243 do segundo ciclo do ensino secundário.
 A actual rede escolar na região é constituída por 329 escolas, o que equivale a 1.150 salas de aulas.
 O director provincial da Educação inaugurou, no Kuimba, três novas escolas primárias, com a capacidade de acolher 1.080 alunos em dois turnos.
 Duas das escolas foram construídas pela Organização Não Governamental Save The Children. A  outra, pela administração local.

Tempo

Multimédia