Províncias

Milhares de crianças vacinadas na Matala

Um total de 4.900 crianças, com idades até aos cinco anos, vão ser vacinadas contra o sarampo durante uma campanha a ser realizada a partir de quinta-feira, no município da Matala, província da Huíla, revelam dados da direcção local da Saúde.

Médico Filipe da Cruz considera consciente a população do município pelo facto de possuir cultura de afluir às campanhas de vacinação
Fotografia: Arão Martins

O chefe de secção municipal de Saúde Pública e Controlo de Endemias, Filipe da Cruz, assegurou que estão a ser criadas as condições técnicas e logísticas para o êxito da actividade.
O médico disse que a população da Matala tem a cultura de afluir às campanhas de vacinação, razão pela qual, este ano, não registou qualquer caso da doença, mas exortou os pais a levarem as crianças aos postos.
Noutro aspecto, as autoridades sanitárias registam seis casos de cárie dentária diariamente a nível da secção de estomatologia do Hospital Municipal da Matala, segundo o seu responsável.
Abel Gayeta referiu que a situação de cárie dentária é preocupante, uma vez que aparecem vários casos de menores de cinco anos, resultantes da falta de cuidados com a saúde bucal e da higienização primária, ignorado, principalmente pelos encarregados de educação.
Sem avançar números, Abel Gayeta informou que o Hospital Municipal já registou casos de mortes causadas por cárie dentária e de outros problemas relacionados, dai apelar a população que, em caso de qualquer tipo de dor de dente, não fazer automedicação mas deslocar-se ao serviço clínico, para evitar o pior.
Abel Gayeta esclareceu que a cárie é uma lesão na parte externa do dente causada por ácidos produzidos pelas bactérias presentes na boca e está presente em todas as faixas etárias. Para evitar o problema, Abel Gayeta recomendou medidas preventivas associadas à higiene bucal adequada. Acrescentou que a doença está mais associada às condições de saúde bucal do que ao consumo dos alimentos em geral, principalmente do açúcar.

Atenção especial

A higiene bucal é um procedimento rotineiro aparentemente simples, mas que precisa de uma atenção especial para evitar doenças do fórum bacteriano, destacou Abel Gayeta, que referiu ser necessário o uso frequente de fio dental, para extrair os restos alimentares no meio dos dentes e evitar que se criem bactérias que, posteriormente, dão lugar a doenças na boca.
O especialista referiu que entre os efeitos da má higiene bucal estão as cáries, a gengivite, a periodontite (perda dos dentes), mas que se existir atenção redobrada e apropriada, como a limpeza correcta e regular dos dentes, podem ser prevenidos. “Se não limpamos bem os nossos dentes todos os dias, corremos um grande risco de ter cárie. Seus sinais são aqueles orifícios visíveis nos dentes, dor ao mastigar e sensibilidade ou dor nos dentes”, acrescentou Abel Gayeta. O chefe de secção de Estomatologia disse ser importante que todos comecem a ter o hábito da higiene oral regular, consultando o dentista de seis em seis meses e a trocar as escovas de dentes de três em três meses, devendo recorrer a um especialista do ramo sempre que surgir algum problema na boca.
O município da Matala é habitado por 243.938 pessoas e tem uma rede sanitária composta por dois hospitais de referência, quatro centros de saúde e 11 postos médicos, com 718 camas.

Tempo

Multimédia