Províncias

Milhares de jovens formados na Huíla

Estanislau Costa | Jau

Um número considerável de jovens vão ser formados, no próximo ano lectivo, na Missão Católica do Jau, 70 quilómetros a sul da cidade do Lubango, na sequência da remodelação e ampliação das infra-estruturas, cujas obras ficaram orçadas em 200 milhões de kwanzas,

Governador Provincial visita a Missão Católica
Fotografia: Estanislau Costa

garantiu ontem ao Jornal de Angola fonte ligada à direcção da instituição.
As obras, financiadas pelo Programa de Investimentos Públicos (PIP), duraram dois anos e incidiram na reparação de sete compartimentos, entre os quais dois dormitórios, refeitório, uma igreja, lavabos e duas estruturas com dois pisos cada.
Os trabalhos contemplaram também os lavabos exteriores, jardins e pátio de recreação. A empreitada custou ao Estado 200 milhões de kwanzas, que permitiram a substituição da cobertura dos imóveis, reparação das fissuras, colocação de novo sistema eléctrico e canalização.
Os compartimentos da Missão, ruídos pelo tempo, estão todos remodelados, com possibilidades de durar mais anos.
A casa de instrução e educação religiosa dos jovens provenientes de vários pontos do país está também apetrechada com mobiliário escolar, de dormitórios, de escritórios, biblioteca e o campo agrícola conta com inputs e sementes diversas.
A histórica Missão e Seminário do Jau, fundada em 1940, formou desde 1975 mais de 2.200 seminaristas, sendo que 140 atingiram o sacerdócio. No presente ano lectivo, que está no fim, estão matriculados 118 alunos, que frequentam cursos de nível médio. As aulas são asseguradas por dez professores.
O responsável da associação dos ex-estudantes da missão Católica do Jau, Armínio Simões, enalteceu o gesto do Governo em reabilitar o centro, que já formou muitos quadros que hoje contribuem para a expansão do evangelho e trabalham em vários órgãos do Estado.
“A maioria de dirigentes que testemunharam a inauguração da Missão e Seminário do Jau, nomeadamente o governador provincial, João Marcelino Tyipinge, Joaquim Matias, João Marques, o padre Abrão Tyipa e tantos outros foram formados neste espaço religioso, que está agora com novo aspecto”, disse.
 
Nova padaria

O programa Merenda Escolar que visa desencorajar o abandono escolar e melhorar a assimilação dos conteúdos por crianças do meio rural está a ser auxiliado por uma padaria, erguida na vila do Jau. O imóvel está projectado para produzir 648 pães por hora.
A construção e apetrecho da padaria, enquadrada no Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, orçou em 14 milhões de kwanzas e foi inaugurada pelo governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge.
A administradora municipal da Chibia, Otilia Noloti, informou que a motivação da implantação da padaria, além de servir todos os habitantes do Jau, visa reforçar o programa de Merenda Escolar, uma vez que são produzidos pão, bolos, pizza e outros bens.
“Queremos manter todos os alunos matriculados em diversas escolas da comuna do Jau e fazer com que tenham bom aproveitamento académico”, afirmou, para esclarecer que há crianças que vão à escola sem comer nada, porque os pais partem muito cedo para as lavras, pasto dos animais ou outras tarefas.

Tempo

Multimédia