Províncias

Milhares de pessoas vacinadas na região

Adriano Sapalo | Malanje

Um total de 462.755 mil pessoas foram vacinadas contra a febre-amarela no município de Malanje, disse, no sábado, o administrador municipal, na segunda reunião de Auscultação e Concertação Social.

A doença tem causado o luto no seio de muitas famílias angolanas mas o Governo continua a trabalhar para a sua erradicação
Fotografia: Maria Augusta

Osvaldo Naval dos Santos disse que a cobertura vacinal já ronda em 94 por cento, destacando a adesão dos munícipes. “A doença tem causado muitas mortes no país, mas o Governo esta a trabalhar para a sua erradicação”, disse o administrador, que aproveitou a ocasião para agradecer o contributo prestado, em particular o do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que tudo fizeram para que a campanha fosse um sucesso.
No quadro da melhoria dos principais serviços básicos, o responsável desatacou a  fase conclusiva das obras dos centros de saúde dos bairros do  Ritondo e Sagrado Coração de Jesus, que careciam de restauro. Osvaldo Naval dos Santos informou que foram igualmente retomadas as obras de ampliação da rede de distribuição de água potável, com aplicação de novas condutas para levar a água aos bairros da Cangambo, Campo de Aviação e Carreira de Tiro. As obras fazem parte do programa do Governo Provincial referente ao exercício económico de 2015.
A Administração de Malanje tem  em curso vários projetos de impacto social, que visam a melhoria das condições de vida das populações, designadamente a criação de espaços de recriação, espaços verdes, a reabilitação da piscina municipal, no bairro do Cafucu Fuco, cujas obras estão em fase final.
Das acções em curso, constam  a reabilitação do Parque Infantil Pioneiro Zeca e estão em fase conclusiva as obras de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, na comuna de Ngola Luís, a 30 quilómetros da sede capital da província de Malanje.
No que toca ao processo de registo eleitoral, que arrancou quinta-feira, Osvaldo Naval dos Santos apelou aos membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social para exercerem o seu dever de cidadania. Durante o encontro foram abordados  aspectos que têm a ver com o programa de sensibilização sobre o perigo de minas nas comunidades rurais, saneamento básico, combate à fome e pobreza no município, entre outras informações.

Tempo

Multimédia