Províncias

Missão Católica pede apoios para desenvolver obras sociais

Casimiro José |

 A Missão Católica da Quibala precisa de apoios para ajudar as comunidades da região, informou o padre Marcos Paulino.

 

 A Missão Católica da Quibala precisa de apoios para ajudar as comunidades da região, informou o padre Marcos Paulino. A igreja desenvolve acções sociais graças à solidariedade de algumas instituições religiosas nacionais e estrangeiras e de pessoas singulares que dão o pouco que podem.
A missão tem um projecto que consiste no relançamento da agro-pecuária nas terras aráveis que possui, tendo sublinhado que a grande contrariedade para a concretização das intenções é a falta de equipamentos para a lavoura e outros instrumentos agrícolas.
Outro projecto, refere o padre Marcos Paulino, tem a ver com a implantação de oficinas para ministrar cursos de artes e ofícios em diversas especialidades para a formação de jovens.
O padre Marcos Paulino informou que para alimentar os 90 jovens internados na missão conta com o apoio da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social e as acções ligadas à educação têm a comparticipação das irmãs da congregação Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo.
O padre lançou um apelo para que as instituições estatais, sociais e pessoas singulares apoiem a missão com o que puderem.
Fundada em 1956, a Missão Católica da Quibala teve grande protagonismo na formação dos angolanos.
Depois de muito tempo de paralisação devido ao conflito armado, a missão reabriu as suas portas em 2004, dois anos após a assinatura dos acordos de paz, ressentindo-se ainda dos efeitos da guerra devido à destruição de infra-estruturas.

Tempo

Multimédia