Províncias

Mobilizadores sociais de saúde são formados em poliomielite

Carlos Paulino | Menongue

Os serviços de saúde pública e controlo de endemia em Menongue registaram, no primeiro semestre deste ano, quatro casos de poliomielite, situação que preocupa as autoridades sanitárias.  

Os serviços de saúde pública e controlo de endemia em Menongue registaram, no primeiro semestre deste ano, quatro casos de poliomielite, situação que preocupa as autoridades sanitárias.  
Para ajudara a combater a endemia, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceria com a Cruz Vermelha de Angola (CVA), organizaram uma formação sobre a prevenção da poliomielite em que participaram 30 mobilizadores sociais dos municípios de Menongue. Durante dois dias, foram abordados temas como o papel de um supervisor na mobilização social, a importância das campanhas de vacinação contra a poliomielite e as dificuldades de um mobilizador diante de um caso poliomielite.
O chefe em exercício do Departamento da Saúde Pública e Controlo de Endemias, Daniel Nazaré, referiu que no primeiro semestre de 2011 foram detectados em Menongue quatro novos casos de poliomielite levando ao reforço dos mobilizadores sociais na sensibilização da população sobre a importância das campanhas de vacinação.
Os novos casos, comprovados em laboratórios na África do Sul, tiveram como origem o não cumprimento do calendário de vacinação das crianças afectadas e, também, da fraca mobilização social que se fazia sentir nas aldeias e outros aglomerados da população.
Para além da poliomielite, as autoridades sanitárias a nível da província estão a debater-se com um surto de sarampo que, desde Janeiro, atingiu 100 crianças, seis dos quais resultaram em óbitos.

Tempo

Multimédia