Províncias

Moradores do Huambo poupam mais energia

Mário Clemente | Huambo

O consumo de energia a nível das residências de bairros da cidade do Huambo vai atingir custos muito mais baixos, a partir de agora, depois de a Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE) ter lançado uma campanha de entrega gratuita de lâmpadas ecológicas aos moradores.

Energia vai atingir custos muito mais baixos na província
Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro | Huíla

Nesta primeira fase da campanha, que termina no dia 22 deste mês, o município do Huambo está a ser contemplado com três mil lâmpadas ecológicas, para que se atinjam níveis de consumo mais reduzidos e se faça uma melhor racionalização da energia eléctrica.
O director provincial da ENDE, Noé Mota Chitata, explicou que o uso de lâmpadas ecológicas, além de ser de baixo custo, é de menor potência que outro tipo de equipamento.
Noé Mota Chitata esclareceu igualmente que as lâmpadas ecológicas são mais económicas, têm maior durabilidade e evitam sobrecarga na rede de distribuição. Neste momento, a campanha de distribuição de lâmpadas ecológicas está a ser levada a cabo nos bairros suburbanos de Kapango e de Fátima, em Vila Graça, Calilongue, Casseque I, Bom Pastor e na Centralidade do Lossambo.
Depois do Huambo, Noé Mota Chitata assegurou que a campanha vai estender-se aos municípios do Bailundo e da Caála, com o mesmo propósito: diminuir o consumo de energia.
Para os clientes que não beneficiarem de lâmpadas ecológicas, no âmbito da campanha, o director disse que estes munícipes podem as lâmpadas ecológicas nas lojas que vendem material eléctrico. O morador Augusto Manuel, um dos beneficiários do bairro Capango, considerou que a entrega de lâmpadas ecológicas é uma mais-valia para o cidadão, uma vez que ajuda a economizar mais.
“Vamos estar a pagar menos, no que diz respeito ao valor de energia consumida”, salientou.

Tempo

Multimédia