Províncias

Aberto centro de formação para mulheres

Yara Simão | Luena

O Centro de Formação Feminina Galica-Luena, que vai albergar mais de cinquenta crianças, foi inaugurado ontem na cidade capital da província do Moxico pela presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Isabel dos Santos.

Presidente do Conselho de Administração da Sonangol com crianças do Luena
Fotografia: Daniel Benjamim | Luena

O centro comporta uma escola com seis salas de aula, uma biblioteca, uma sala de informática, uma de corte e costura, uma sala de conferências, bem como residência para os futuros responsáveis do centro. 
Situado na cidade do Luena, bairro do Quilómetro 8, o centro foi criado com o objectivo de acolher meninas desfavorecidas e ajudá-las com cursos de formação para que tenham um futuro promissor.
O centro vai albergar crianças dos oito aos 10 anos, que vivem em situação de risco, nas zonas suburbanas da cidade do Luena, onde muitas têm sido vítimas de maus tratos pelos próprios familiares, com acusações de feitiçaria e abusos sexuais.
Os moradores das comunidades próximas estão satisfeitos com o apoio de petrolíferas e alegam que há na cidade do Luena muitas crianças fora do sistema escolar por falta de condições das famílias. O projecto conta com o apoio da Total Angola e da Sonangol. 
O director-geral adjunto da Total Angola, Pedro Ribeiro, sublinhou que a educação, numa primeira instância, constitui um dever do Estado, mas é também um dever social das empresas.
Pedro Ribeiro afirmou que é convicção da Total que este centro de formação vai ajudar na melhoria das condições de ensino, tendo em conta os objectivos de desenvolvimento sustentável, que são assegurar uma educação de qualidade, inclusiva e equitativa, bem como promover oportunidades de formação contínua para todos. Na construção da infra-estrutura participaram as empresas Sonangol, o Bloco 17, a Statoil, a Esso e a BP, bem como parceiros governamentais, como o Governo Provincial do Moxico, os Ministérios da Reinserção Social e do Trabalho e Segurança Social e a Diocese do Luena. Durante a sua estadia no Luena, que durou menos de 24 horas, os membros da comitiva visitaram o Centro de Estocagem da Sonangol e o Centro Médico Jesus Salva, afecto à Igreja Evangélica dos Irmãos em Angola.

Tempo

Multimédia