Províncias

Admitidos milhares de professores na província

Samuel António| Luena

O sector da Educação na província do Moxico vai admitir mais de dois mil novos professores, revelou ontem o seu director local.

Governo Provincial do Moxico está a desenvolver um processo de ampliação de escolas para absorver mais crianças
Fotografia: Dombele Bernardo

Abel  Jones Pique disse que os novos professores, saídos do último concurso público, vão se juntar aos outros 6.422 existentes.
O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia afirmou que os novos professores vão preencher as vagas existentes e atender as novas escolas que o governo está a construir em todos os municípios.
O director disse que na província do Moxico, estão a ser construídas 434 novas salas para o ensino primário, 220 para o primeiro ciclo do ensino secundário e 134 para o segundo ciclo do ensino secundário.
Jones Abel Pique reafirmou que estão em funcionamento em todo o território da província, 1.456 salas de carácter definitivo para mais de 200 mil alunos matriculados, neste ano lectivo, em todos os subsistemas de ensino. O director da Educação disse que o recrutamento de novos professores vai permitir maior equilíbrio em termos de distribuição de professores e minimizar a carência destes técnicos do sector na província.
Os novos professores vão preencher as vagas nas novas escolas construídas e outras em curso, para absorver mais crianças, no próximo ano lectivo.
O director da Educação reconhece que existem reclamações sobre a falta de professores em toda a parte da província, o que torna o exercício complexo, dada a extensão ou separação entre uma e outra aldeia. Os administradores municipais, em conjunto com as autoridades tradicionais, estão a tomar medidas para unificar bairros, o que permite que as infra-estruturas integradas e outros serviços estejam mais próximos das populações.
Jones Abel Pique reafirmou  que os programas do Executivo estão a ser executados pelo Governo Provincial e as Administrações Municipais, através do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural, para eliminar, até 2017, o fenómeno de crianças fora do sistema de ensino na região. O Governo Provincial do Moxico está a levar a cabo o processo de ampliação de escolas para absorver mais alunos, tendo em conta o Programa de Reforma Educativa, que interdita a construção de escolas com menos de cinco salas.
A província  do Moxico ainda possui escolas com uma ou duas salas de aulas, construídas pelas administrações municipais, mas o governo está a ampliá-las para albergar mais alunos e acabar, num futuro próximo, com crianças fora do sistema normal de ensino.        
Sobre a formação de professores, o director provincial disse que existe um programa que define que, no início de cada ano lectivo ou nas pausas pedagógicas, que os professores são capacitados com ferramentas que os habilitam  a cumprir com  êxito a sua tarefa.

Influência pedagógica


Ao nível dos municípios, o director disse que existem as Zonas de Influência Pedagógica que servem para agrupar as escolas da mesma área, para, em conjunto, responder às necessidades das comunidades. Sobre o ensino técnico profissional, o director disse que a visita do secretário de Estado de Educação, Narciso Benedito, efectuada recentemente à província, permitiu projectar algumas escolas de alguns municípios para darem formação nesta área.
Jones Abel Pique disse que a visita efectuada em seis  municípios serviu ainda para o Ministério da Educação definir, em função das necessidades, os cursos de formação técnica e  profissional a serem administrados na província.
Para o director da Educação, os cursos vão ser administrados de acordo com as propostas que cada município apresentar, em termos de necessidades, mas para a sede da província, tendo em conta as suas características específicas, estão previstos todos os cursos técnicos.

Instituto agrário


Quanto à construção do Instituto Médio Agrário, no município do Luau, o responsável da Educação no Moxico afirmou que representa um grande ganho para a província, daí garantir que outras instituições do género vão ser erguidas  noutros municípios.
Abel Pique disse que a província vai igualmente apostar em instalar cursos de construção civil, electricidade, informática e Mecânica.
Em termos de infra-estruturas para a  formação profissional, a província do Moxico possui apenas um Instituto Médio de Administração e Gestão, localizado na sede capital da província.

Tempo

Multimédia