Províncias

Advogados abrem núcleo no Moxico

José Rufino | Luena

A Ordem dos Advogados de Angola (OAA) vai abrir, em breve, no Luena, um núcleo constituído, numa primeira fase, por quatros juristas provenientes de Luanda, disse, ontem, naquela cidade, o seu bastonário.

A Ordem dos Advogados de Angola (OAA) vai abrir, em breve, no Luena, um núcleo constituído, numa primeira fase, por quatros juristas provenientes de Luanda, disse, ontem, naquela cidade, o seu bastonário.
Inglês Pinto, que falava aos órgãos de justiça locais no final de uma visita de trabalho, referiu ser importante a abertura do núcleo porque vai permitir que muitos advogados com carteira profissional que, por várias razões, não têm mercado em Luanda possam pôr em prática as competências profissionais.
O bastonário manifestou-se preocupado com a falta de advogados na província do Moxico e em algumas cidades do país, mas optimista sobre o que está a ser feito “pelas entidades afins para garantir que o cidadão tenha acesso à justiça”.
Inglês Pinto reconheceu o esforço do Executivo, que tem tornado possível a construção de várias infra-estruturas para o sector, no quadro do programa reconstrução nacional. 

Tempo

Multimédia