Províncias

Aumenta o número de vagas na Escola Politécnica

Augusto Baptista | Luena

A Escola Superior Politécnica do Moxico tem disponíveis para o presente ano académico  830 vagas contra 430 do ano anterior, para os cursos de matemática, química, geografia,  gestão e administração,  ciências de computação  e  enfermagem, anunciou ontem o director da  instituição.

Victor Silva, que falava numa palestra dirigida aos candidatos que pretendem ingressar na Escola Superior Politécnica do Luena,  afirmou que as vagas estão distribuídas para 410 lugares do curso diurno e 420 para o pôs laboral. 
O director da Escola Politécnica sublinhou que o  aumento de vagas deveu-se  ao facto de a instituição ter constado para este ano académico alguns cursos  nocturnos no sentido de dar  mais oportunidades de acesso a todos aqueles que desejam aumentar o nível académico e não têm disponibilidade durante o período diurno.
 Para além dos cursos administrados na Escola Superior do Luena, Victor Silva informou  estarem disponíveis mais 45 vagas  nas unidades orgânicas do Huambo e Bié para os jovens do Moxico  que   pretendem frequentar outros curso como  civicultura, direito, medicina, veterinária, psicologia e comunicação social.
Os candidatos que pretendam concorrer a estas vagas, acrescentou Victor Silva,  devem proceder as suas inscrições na Escola  Superior Politécnica do Moxico   e  caso forem  apurados  vão  deslocar-se  a uma destas províncias  para continuarem  os seus estudos, desde que assumam as suas despesas durante a formação.   
“O levantamento do número de finalistas de todas as escolas do ensino médio a nível da província  atingiu  2.888 e as estimativas indicam que  a cifra para este ano  tende a aumentar em relação a do ano passado, a contar com vários candidatos vindos das  províncias  do Bié, Huambo, Luanda, Malanje e as duas Lundas”.  O acto de inscrição termina dia 13  e a prova de selecção de novos estudantes está marcada para o dia 16 do mês em curso.     
Por falta de verbas para celebrar novos contratos com  os professores  expatriados,  a  escola  Superior Politécnica do Moxico  vai contar neste ano académico  com a colaboração de alguns  estudantes finalistas  que tiveram bom aproveitamento académico, concluiu Victor Silva.

Tempo

Multimédia