Províncias

Automobilistas preocupados

Daniel Benjamim | Luena

Os automobilistas da cidade do Luena, no Moxico, reclamam devido à dificuldade de abastecimento dos veículos, apesar de se registar todos os dias a entrada de vários camiões cisternas carregados de combustível.

Utentes de meios de transporte, contactados pela nossa reportagem, dizem ser difícil enfrentar o mercado informal, onde o litro de gasolina é comercializado a 400 kwanzas.
“Sentimos dificuldades para conseguir principalmente gasolina. Vários postos estão fechados por falta de combustível e nos poucos que ainda estão em funcionamento notam-se muitas viaturas e motas em filas enormes”, disse um automobilista.
A falta de combustível na cidade do Luena está a provocar grandes constrangimentos, porque as pessoas passam horas a enfrentar longas filas nos postos de abastecimento.
Domingos Parabéns, automobilista, diz que a situação é antiga. Quando se aproximam as festas nota-se sempre a falta de combustível nos postos de atendimento, mas no mercado informal encontra-se muitas quantidades a preço especulativo.

Tempo

Multimédia