Províncias

Bons indicadores na construção de infra-estruturas

Samuel António | Luena

O programa municipal integrado de desenvolvimento rural, combate à pobreza e de cuidados primários são implementados no município do Moxico, o que tem permitido a construção de vários equipamentos sociais em diversas localidades.

Vias de acesso também estão a ser reabilitadas e ampliadas para facilitar as trocas comerciais e o escoamento dos produtos agrícolas
Fotografia: Lino Vieira

O administrador municipal do Moxico, Bento Paulino Luembe, disse ao Jornal de Angola que o programa abrange, entre outros serviços, a construção de escolas, postos e centros médicos, melhoria das vias de acesso e merenda escolar.   
No município estão a ser construídas três escolas, com quatro salas cada, nas localidades de Luchia, Lucocua e Luchazes, a norte do Luena. Estão também a ser reabilitadas e ampliadas duas escolas, de duas para quatro salas, nas localidades de Moxico-Velho  e  Boma, 17 e 35 quilómetros a leste do Luena.
As obras de reabilitação e ampliação do posto médico de Sachifunga, para atender uma população estimada em mil habitantes, estão em fase de conclusão.   
A Administração Municipal planeia ainda a construção de uma ponte metálica sobre o rio Lumeje, para facilitar a circulação de pessoas e mercadorias entre as várias zonas a oeste do Luena. 
O programa de merenda escolar está bem implementado e beneficia mais de 30 mil alunos em 30 escolas do ensino primário.  A merenda escolar contribui para o êxito do processo de ensino e aprendizagem e continua a ser uma das apostas da Administração, para ajudar a combater o índice de absentismo por parte de alguns alunos. 
O problema de alunos fora do sistema de ensino é bastante complexo, mas pode ser combatido com a construção de mais infra-estruturas escolares e admissão de professores, disse Bento Luembe.
Além do programa da Administração Municipal, está em curso a construção de mais 26 escolas, de 14 a dez salas.
“Com a conclusão destas escolas, prevista para este ano, temos no próximo ano lectivo muito mais alunos no sistema normal de ensino e aprendizagem.” 
Um concurso público para admissão de novos professores está aberto e até Julho são apurados mais de 100 novos professores, tendo em conta a construção de novas escolas.    
Todas estas acções, quer de construção de escolas quer de enquadramento de novos professores, concorrem para que nos próximos tempos não haja sinais de existência de crianças fora do sistema de ensino. O administrador Bento Luembe disse que existem duas empresas que estão a trabalhar para a expansão da energia eléctrica na cidade do Luena e bairros periféricos. “Hoje, já com muito alívio, podemos dizer que a cidade está iluminada, assim como alguns bairros periféricos.”
O projecto é abrangente e “até finais deste ano, já podemos fazer as contas para sabermos as zonas que não foram abrangidas nesta primeira fase, para serem contempladas mais tarde”.  

Mais água potável


A nova captação de água já está construída e parte do rio Lumeje. Neste momento decorrem os trabalhos de colocação de novas tubagens para água domiciliar e dos tanques reservatórios.
Antes da paz havia apenas u­ma escola do I ciclo que albergava todos os alunos a nível da província, mas hoje em quase todos os bairros periféricos da cidade existem escolas do ensino primário e do II ciclo do ensino secundário, com salas suficientes para albergar um número considerável de alunos.
O  Moxico nunca teve nenhum hospital municipal, mas a população vai assistir em breve à inauguração de um hospital municipal de referência, com capacidade para 140 camas, com todos os serviços.

Tempo

Multimédia