Províncias

Cameia na rota do desenvolvimento

Uma palestra subordinada ao tema “As potencialidades económicas do município da Cameia” marcou ontem a abertura das actividades comemorativas do 49º aniversário da elevação da circunscrição à categoria de concelho administrativo, em 1965.

Os sectores da Educação e Saúde são os que mais cresceram nos últimos anos na localidade
Fotografia: Dombele Bernardo

Durante as celebrações, a decorrer sob o lema “Cameia, rumo ao desenvolvimento económico e social”, vão ser realizadas várias actividades de carácter político, cultural e desportivo.
Situado 102 quilómetros a leste da cidade do Luena, capital da província do Moxico, Cameia, de acordo com dados históricos, deriva do soba de linhagem Luvale, morto pelos portugueses durante a luta de resistência contra a ocupação colonial.
O município de Cameia tem a sua sede na vila de Lumeje e conta uma população estimada em mais de 50 mil habitantes, na sua maioria camponeses.
O sector da Educação no município é assegurado por 300 professores, que leccionam aulas da iniciação à 12ª classe, num universo de mais de 11 mil alunos, distribuídos em 12 escolas de construção definitiva e outras de carácter provisório.
Em relação ao sector da Saúde, houve um crescimento nos 12 anos de paz. A Administração Municipal construiu e apetrechou o hospital local, com capacidade para internar mais de 50 doentes, depósito de medicamentos, centro materno infantil, duas casas para os médicos e enfermeiros. O centro hospitalar possui ainda um laboratório de análises clínicas e bloco operatório, cujos serviços prestados diminuíram as carências que existiam.
A massificação desportiva nas diferentes modalidades, com destaque para o futebol, basquetebol, futsal e andebol, são outros ganhos apontados. A municipalidade tem falta de agências bancárias para impulsionar o desenvolvimento do sector hoteleiro e turismo, a julgar pela existência de várias áreas de atracção turística, como as pedras rupestres de Kawewe1 e Kawewe 2, Parque Nacional da Cameia, Forte colonial da Cameia, entre outras.

Tempo

Multimédia