Províncias

Cangumbe e Lucusse vão ter furos de água

Os salesianos de Dom Bosco, em parceria com a organização não-governamental britânica OXFAM, lançaram na sexta-feira um projecto de perfuração de 29 furos de água, nas comunas de Cangumbe e Lucusse, província do Moxico.

Os salesianos de Dom Bosco, em parceria com a organização não-governamental britânica OXFAM, lançaram na sexta-feira um projecto de perfuração de 29 furos de água, nas comunas de Cangumbe e Lucusse, província do Moxico.
 O projecto com duração de três anos, avaliado em 400 mil dólares norte-americanos, foi financiado pela União Europeia (UE) e vai abranger igualmente a área do saneamento básico.
 O director para a acção social dos salesianos Dom Bosco (congregação católica), Djodjo Zepele, disse que o projecto visa aumentar o acesso das populações à água potável e melhorar o saneamento básico.
 Djodjo Zepele garantiu que o pessoal contratado tem uma vasta experiência neste trabalho de perfuração em programas implementados na cidade do Luena e nos bairros periféricos. Os furos serão feitos com vários tipos de bombas manuais e submersas.   Nesta iniciativa estão envolvidos seis activistas comunitários para realizar palestras sobre a prevenção de doenças diarreicas e outras que mais afectam as populações suburbanas e rurais.
 O administrador adjunto da comuna, Bernardo Cassanguiri da Costa, disse que esta acção vai minimizar os problemas de água em Cangumbe, onde a população percorre longas distâncias a pé para conseguir abastecer-se em riachos. Cangumbe e Lucusse distam 98 e 133 quilómetros da cidade do Luena, capital da província do Moxico.

Tempo

Multimédia