Províncias

Cangumbe tem novo mercado e ponte

Augusto Baptista | Luena

Um novo mercado para 67 vendedores, uma ponte de betão sobre o Rio Munhango e uma esquadra policial foram inaugurados na localidade de Cangumbe, a 102 quilómetros da cidade do Luena.

O administrador municipal do Moxico Bento Paulino Luembo reafirmou a aposta das autoridades na construção de infra-estruturas sociais
Fotografia: Paulo Mulaza

As infra-estruturas foram construídas no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza.
O administrador municipal do Moxico, Bento Paulino Luembe, reafirmou a aposta das autoridades na construção de infra-estruturas sociais básicas para a população de Cangumbe e outras localidades.
O administrador deixou em Cangumbe dois camiões cisternas para o abastecimento de água às populações residentes na sede comunal.
Bento Luembe anunciou que está a ser feito um estudo de viabilidade para a abertura de furos de água em diferentes localidades de Cangumbe.
O soba  Tchicahaya Paulino considerou importante a inauguração destes empreendimento e pediu mais professores, enfermeiros e a reabilitação das vias de acesso. 
O rio mais próximo da vila está situado a dez quilómetros e na falta de um sistema de captação e distribuição de água à população depende do abastecimento de um camião cisterna das Forças Armadas Angolanas.
A comuna de Cangumbe fica situada nas proximidades da linha do Caminho-de-Ferro de Benguela e a maioria das suas infra-estruturas, erguidas no tempo colonial e destruídas pela guerra, ainda estão por recuperar, apesar da proximidade com a capital provincial.
A estrada que dá acesso à comuna, com 102 quilómetros, está quase intransitável. Para se inverter o actual quadro, foi construído em Cangumbe um centro de saúde com 20 camas, serviços de obstetrícia, medicina geral e consulta externa. Também  foram erguidas duas escolas com quatro salas.  Na localidade estão em construção mais duas escolas com dez e 12 salas para o I e II ciclos, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza no meio rural.
A comuna e Cangumbe possui uma população estimada em dez mil habitantes, que se dedica essencialmente à agricultura, caça e apicultura.

Tempo

Multimédia