Províncias

Capitais do Leste dispõem de mais energia

José Rufino | Luena

As cidades capitais e municipais da região Leste do país vão beneficiar de um maior fornecimento de energia eléctrica a partir de Maio do próximo ano, com a entrada em funcionamento da central hidroeléctrica de Chiumbe, na província da Lunda Sul.

Projecto da central hidroeléctrica de Chiumbe vai permitir aumentar a capacidade de energia
Fotografia: José Rufino | Luena

O projecto estruturante da central hidroeléctrica do Chiumbe, que está a ser construída no município do Dala, junta-se à linha de110 kilowatts para acidade do Luena e a uma outra subestação, que vão permitir direccionar mais energia para a rede de distribuição.
Os dados foram apurados ontem pelo Jornal de Angola durante a visita de dois dias que o secretário de Estado para a Energia, Joaquim Ventura, efectuou ao Luena e ao referido aproveitamento hidroeléctrico, para avaliar o grau de andamento dos trabalhos, que o responsável considerou de estarem em fase de execução física aceitável.
Em função disso, o secretário avança que existem todas as condições para que as obras de construção do aproveitamento hidroeléctrico do Chiumbe fiquem concluídas em Maio de 2017.
Joaquim Ventura afirmou que oPlano Nacional de Desenvolvimento estabelece a criação de sistemasque vão potenciar a rede eléctrica nas cidades capitais e municipais do leste, daí a criação da referida central hidroeléctrica.
O secretário de Estado avançou ainda que a sua visita ao Luena visou também constatar os vários projectos agro-industriais e urbanísticos, previstos para a localidade no sentido de melhor dimensionar o crescimento de potências, tendo em consideração o elevado nível deconsumo necessário para o futuro.
O responsável assegurou ainda que os trabalhos daconstrução civil do edifício da subestação do Luana estão quaseterminados, estando, neste momento,em execução a fundação dos equipamentos no parque exterior e a instalação da ligação à terra e às caleiras de cabos.
Disse que o local de implantação exigiu o redimensionamento de projectos de engenharia, dada as condições do terreno encontrado.
“A linha de transporte está muito avançada, as torres já estãopróximas da cidade do Luena, faltando apenas o período do lançamentodos condutores, para completar a fixação da torre com osisoladores”, considerou o secretário de Estado.
Joaquim Ventura disse que a obra vai ter um ritmo acelerado, apartir do mês de Julho, com a chegada da maior parte dos materiais eequipamentos para começar o grande período de instalação.
Numa primeira fase, segundo o responsável, vão ser instaladas cinco megawatts, que corresponde a uma potência alugada, associados com outroscinco megawatts da empresa G.E.
Posteriormente, com a entrada em funcionamento dos 12 megawatts do aproveitamento hidroeléctrico de Chiumbe, passará a haver um total de 22megawatts.

Tempo

Multimédia