Províncias

Carne de caça foi apreendida

Pelo menos 326 peças de carne de caça foram apreendidas no município dos Bundas, província do Moxico, durante a semana finda, no âmbito das actividades de fiscalização da direcção provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF).

Segundo o responsável do IDF, Isaac Victor, a situação é preocupante e a quantidade de carne apre­endida indica o abate de pelo menos 60 animais, como cabras do mato, nunces, cundas e seixas.
Isaac Victor explicou que os infractores, após serem interceptados pelos fiscais e por forças policiais, meteram-se em fuga, deixando as peças no local.
Uma parte da carne, acrescentou, é destinada ao lar da terceira idade e hospitais, enquanto o remanescente será vendido a preços módicos. O dinheiro arrecadado é entregue ao Estado, segundo o responsável  do Instituto de Desenvolvimento Florestal.

Caça furtiva />
Isaac Victor avisou os caçadores furtivos para cessarem a actividade ilegal na região, pois os fiscais e a Polícia Nacional “não vão cruzar os braços”.
No Moxico, o Instituto de Desenvolvimento Florestal tem à disposição 40 fiscais, dos quais metade está em idade de reforma. Isaac Victor referiu que os técnicos do Instituto de Desenvolvimento Florestal têm sensibilizado a população no sentido de evitar a caça furtiva e o abate indiscriminado de árvores. A sede do município dos Bundas situa-se a 356 quilómetros a sul do Luena, capital da província do Moxico.

Tempo

Multimédia