Províncias

Casos de malária provocam mortes

José Rufino | Luena

O banco de urgência do Hospital Provincial do Moxico registou, durante o mês de Julho do ano em curso, 46 óbitos causados maioritariamente por malária e doenças respiratórias agudas, segundo o chefe de estatística médica da unidade sanitária.

Francisco Gabriel disse ainda que, durante o período em análise, o banco de urgência registou 3.536 entradas de pacientes com patologias diversas.
Além da malária e das doenças respiratórias agudas, foram também registados casos de hipertensão arterial, sarampo, gastrite aguda, diabete, má nutrição, anemia severa e de VIH/Sida.
Comparativamente ao mês de Junho, em que foram registadas 4.534 entradas de pacientes na unidade hospitalar, Francisco Gabriel disse haver uma redução considerável de casos, devido às inúmeras palestras que a direcção provincial da saúde pública tem vido a realizar junto das comunidades, apelando-as a ter cuidado com o lixo e águas paradas, que têm sido os principais causadores de doenças.
Ainda no hospital local, o centro de hemoterapia continua a registar a falta de sangue para poder responder à procura. O centro de hemoterapia do Hospital Provincial do Moxico atende todas as unidades hospitalares da província do Moxico.

Tempo

Multimédia