Províncias

Centro Regional está paralisado por falta de verbas

José Rufino | Luena

O Centro Regional de Reabilitação Física, localizado na cidade do Luena, capital da província do Moxico, encontra-se paralisado há mais de três anos, devido à falta de verbas para atender os custos operacionais, disse ao Jornal de Angola o administrador da referida unidade sanitária, Fernando Zola Tange.

Há escassez de próteses na província
Fotografia: Domingos Cadência

O centro foi fundado em 1996 pela organização não governamental norte-americana VVAF, para atender os deficientes de guerra da região Leste e Sul. Com a retirada desta ONG, em 2005, a instituição passou a ser gerida pela Direcção Provincial da Saúde.
O administrador da unidade sanitária disse que, no acto de transferência da propriedade, foram acautelados os salários dos funcionários, sem garantia de qualquer orçamento para a compra de material ortopédico. Neste momento, o centro faz apenas pequenos trabalhos de reparação de próteses.
A limitação da actividade do centro ortopédico, segundo Fernando Zola Tange, está a criar grandes transtornos aos pacientes. “Temos o registo de muitos pacientes que precisam de ser reabilitados e muitos deles possuem próteses que já não oferecem condições para serem reparadas”, assinalou.

Tempo

Multimédia