Províncias

Chuva torrencial desabriga famílias

José Rufino| Luena

As chuvas no Moxico destruíram as casas de sete mil famílias, nos municípios do Alto Zambeze, Luacano, Luau, Leua, Cameia e Lumbala Nguimbo, anunciou o  comandante provincial da Polícia Nacional e porta-voz da Comissão de Protecção Civil, Elias Livulo. 

Desde o passado mês de Novembro foram desalojadas mais de sete mil famílias
Fotografia: Jornal de Angola

As chuvas que se abatem na província do Moxico, desde o passado mês de Novembro, provocaram o desalojamento de sete mil famílias dos municípios do Alto-Zambeze, Luacano, Luau, Leua, Cameia, Lumbala Nguimbo e do município sede daquela parcela do país.
A informação foi prestada pelo comandante provincial da Polícia Nacional e porta-voz da Comissão de Protecção Civil, Elias Dumbo Livulo, no final da sessão do conselho provincial de Auscultação e Concertação Social, que teve lugar na cidade do Luena.
Dumbo Livulo adiantou que, durante o período em causa, as chuvas provocaram vários danos, com destaque para a destruição de 961 casas, 21 pontes, 17 escolas e igual número de igrejas, que ficaram sem os tectos, e 31 lavras submersas.
Durante o encontro, o conselho recomendou ao governo que adopte medidas que visem minimizar as inúmeras dificuldades que a população sinistrada enfrenta.

Tempo

Multimédia