Províncias

Construídas centenas de novas salas

O sector da Educação registou nos últimos quatro anos, no Moxico, um aumento de 920 salas construídas ao abrigo do Programa de Melhoria e de Aumento da Oferta dos Serviços Sociais Básicos à População, confirmou o director provincial.

Muitas crianças passaram a ter acesso ao ensino primário e secundário na região
Fotografia: Jornal de Angola

O sector da Educação registou nos últimos quatro anos, no Moxico, um aumento de 920 salas construídas ao abrigo do Programa de Melhoria e de Aumento da Oferta dos Serviços Sociais Básicos à População, confirmou o director provincial.
Este aumento, disse Abel Pique, deve-se à acção do Governo Provincial, que permitiu que mais 226.110 alunos frequentassem o sistema normal de ensino.
No mesmo período, declarou, foram admitidos 5.754 professores dos vários subsistemas de ensino.
Abel Pique referiu que o Governo da província vai continuar a apostar na melhoraria do sector por “constituir um dos alicerces na formação do homem”.
O número de salas e de professores, lamentou, ainda não satisfaz as necessidades porque o número de crianças em idade escolar tem crescido bastante.

Formação superior


Mais de 1.400 alunos frequentam o primeiro ano dos cursos de matemática, física, química, geografia, enfermagem, informática e de contabilidade e gestão.
O director adjunto para área académica da Escola Superior Politécnica do Moxico, Aguinaldo Cahilo, anunciou que as autoridades locais pretendem que haja mais cursos superiores na província, entre os quais o de Ciências Humanas, para colmatar a falta de quadros.

Serviços sanitários

O Governo Provincial construiu e reabilitou em várias localidades, âmbito do Programa de Municipalização dos Serviços da Saúde, 130 infra-estruturas sanitárias, entre hospitais municipais, centros médicos e postos de saúde.
O director provincial da Saúde disse que foram admitidos mais 1.493 enfermeiros e que cada um dos municípios foi reforçado com médicos de várias especialidades. Ruben Inácio afirmou que “esta nova realidade permitiu aumentar a capacidade de internamento, tornar mais eficiente o trabalho desenvolvido e melhorar consideravelmente os serviços”.

Água para Todos

O programa “Água para Todos” permitiu instalar 192 furos em várias localidades, principalmente nas sedes municipais, comunais e em alguns bairros, onde se registavam carências, disse o director provincial do sector.
Salomão Sacuissa recordou que o objectivo do programa passa por identificar as localidades com maiores dificuldades em termos de distribuição de água potável para fazer a cobertura de toda a província.

Tempo

Multimédia